Desempenho produtivo de Pseudoplatystoma corruscans estocados em sistemas de criação: semi-intensivo (viveiro escavado) e intensivo (tanque-rede)

Imagem de Miniatura

Data

2011-03-01

Orientador

Coorientador

Pós-graduação

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)

Tipo

Artigo

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (português)

Objetivou-se comparar o desempenho produtivo e custos de produção de exemplares de pintado, Pseudoplatystoma corruscans, estocados em dois sistemas de criação: semi-intensivo (viveiro escavado, VE) e intensivo (tanque-rede, TR). Trezentos (300) peixes, com um ano de idade, foram estocados, sendo 150 em um VE (médias de peso e comprimento: 1,48±0,46kg e 57,31±6,42cm) e 150 divididos em três TR (médias de peso e comprimento: 1,27±0,34kg e 55,05±4,11cm). Foram alimentados com ração extrusada de 15mm (diâmetro) 40% PB e 3110kcal ED kg-1, ajustada mensalmente à quantidade de ração. Os parâmetros físico-químicos da água, observados durante o experimento, foram temperatura = 24,08°C±3,23; pH=6,89±0,39 e oxigênio dissolvido = 7,57±0,97mg L-1. Os reultados obtidos dos valores médios finais dos comprimentos (VE=74,07±4,34cm; TR=70,33±5,02cm) e pesos dos peixes (VE=3,41±0,58kg e TR=2,94±0,60kg) indicaram desempenho semelhante nos dois sistemas. As médias do fator de condição (0,09-0,036); ganho em peso diário (9,29g dia-1 - 8,95g dia-1); conversão alimentar (3,09-4,15); consumo total de ração (29,60g dia-1 - 74,16g dia-1); índice de crescimento (0,219-0,215) e sobrevivência (97,33-90,67%) para VE e TR, respectivamente. Houve interação significativa entre os sistemas de criação e mês (P<0,05). O quilo de peixe produzido foi de R$ 8,76 (US$ 2,85) e R$ 8,73 (US$ 2,33) para o VE e TR, respectivamente. Embora o VE tenha demonstrado melhor desenvolvimento durante o período e uma vantagem econômica, o índice de crescimento mostrou que ambos os sistemas tiveram desempenhos semelhantes.

Resumo (inglês)

The objective of this study was to compare the growth performance and cost of production of Pseudoplatystoma corruscans stocked in two culture systems: semi-intensive (ponds, P) and intensive (cage, C). From three hundred (300) one-year-old fish, one hundred fifty (150) were stocked in one pond (mean weight and length 1.48±0.46kg and 57.31±6.42cm), one hundred fifty (150), distributed in three cages (mean weight and length 1.27±0.34kg and 55.05±4.11cm). The fish were fed with extruded commercial ration with 15.0mm floating pellets containing 40% crude protein (CP) and, 3,110Kcal of digestible energy (DE), adjusted monthly. The parameters of water were: temperature = 24.08°C; pH=6.89; dissolved oxygen = 7.57mg L-1. The values of mean final length (P=74.07±4.34cm; C=70.33±5.02cm) and final weight (P=3.41±0.52kg; C=2.94±0.60kg) they showed similar development in both systems. Means of factor condition - K - (0.009-0.036); daily weight gain - DWG - (9.29g day-1-8.95g day-1); feed conversion- FC - (3.09-4.15); Total ration consume - TRC - (29.6g day-1-74.16 g day-1); growing index - IC - (0.219-0.215); survival - S - (97.33-90.67%) for P e C, respectively. Through the variance of analysis can be verified that there are significative interactions of the parameters between the culture systems and months (P<0.05). The produced weight of fish was R$ 8.76 (US$ 2.85) and R$ 8.73 (US$ 2.33) for P and C. Although P showed best performance during the period and economic vantage, the growing index demonstrated that both systems had similar development.

Descrição

Idioma

Português

Como citar

Ciência Rural. Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), v. 41, n. 3, p. 524-530, 2011.

Itens relacionados