Colina em rações para tilápia do Nilo: desempenho produtivo e respostas hematológicas antes e após o estímulo a frio

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2008-06-30

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

Essa pesquisa teve por objetivo avaliar o desempenho produtivo da tilápia do Nilo (Oreochromis niloticus) arraçoada com níveis crescentes de colina nas dietas. O período experimental foi de 109 dias. Foram utilizados 192 alevinos com peso médio inicial de 4,0 gramas, distribuídos em 32 tanques-rede de 200 L, numa densidade de seis peixes por tanque rede, sendo os tanques-rede alojados em aquários de 1000 L. O conjunto de aquários era dotado de sistema de filtragem de água por meio de biofiltro e sistema de aquecimento, sendo a temperatura mantida a 25,3 ± 0,2ºC. As rações foram formuladas de modo a apresentar 28,0% de proteína digestível e 3100,0 kcal ED/kg de dieta com mesma concentração de aminoácidos. O delineamento experimental foi inteiramente casualizado com oito tratamentos e quatro repetições. As rações foram suplementadas com colina (cloreto de colina 60,0%) de modo a apresentarem 100,0; 200,0; 400,0; 600,0; 800,0; 1000,0 e 1200,0 mg de colina por quilograma de ração, além de uma ração isenta de suplementação. Não foram observadas diferenças estatísticas para ganho de peso, taxa de sobrevivência e conversão alimentar aparente, porcentagem de extrato etéreo do filé e concentração de lipídeos no plasma. No entantohouve diferença estatística para o índice hepatossomático e porcentagem de extrato etéreo do fígado, sendo que 800,0 mg de colina/kg de dieta determinou maior ação lipotrófica. O oposto foi observado nos peixes do tratamento isento de suplementação. Concluiu-se que os diferentes níveis de colina não melhoram o desempenho produtivo dos peixes, pois a dieta basal supostamente supriu a exigência do peixe para colina, entretanto, a suplementação favoreceu a melhora no estado do fígado.
The aim of this study was to evaluate the performance of Nile tilapia (Oreochromis niloticus) fed diets supplemented with increasing levels of choline. The experimental period was 109 days. One hundred and ninety two (initial weight 4.0 g) fingerlings were distributed in 32 net cages (200L), with a density of six fish per cage. These cages were allocated in 1000L aquariums connected to a bio-filter system and heater controlled temperature through thermostat (25.3 ± 0.2ºC). Feeds were formulated to contain 28% of digestible protein and 3100 kcal DE/kg with the same concentration of amino acids per treatment organized in totally random experimental design with eight treatments and four replicates. The feeds were supplemented with choline chloride (60%) presenting 100, 200, 400, 600, 800, 1000, 1200 mg of chlorine per kg of feed and one treatment with no supplementation. It was not observed any significant differences in performance, survival and apparent feed conversion, fillet ether extract and plasma lipids concentration among the treatments. However, there was a significant difference in the hepatosomatic index and liver ether extract percentage, showing that 800 mg of choline/kg determined a better lipotrofic action and the opposite was observed in fish fed diet with no choline supplementation. It was concluded that different levels of choline did not improve performance supposedly due to the amount of choline...

Descrição

Palavras-chave

Peixe - Nutrição, Tilápia - Desempenho produtivo, Choline, Fish nutrition

Como citar

FERNANDES JUNIOR, Ademir Calvo. Colina em rações para tilápia do Nilo: desempenho produtivo e respostas hematológicas antes e após o estímulo a frio. 2008. vi, 45 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia de Botucatu, 2008.