Avaliação da atividade anti-séptica de extrato seco de Stryphnodendron adstringens (Mart.) Coville e de preparação cosmética contendo este extrato

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2007-03-01

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Sociedade Brasileira de Farmacognosia

Resumo

As espécies pertencentes ao gênero Stryphnodendron são conhecidas como barbatimão e são nativas do cerrado brasileiro. Possuem taninos como metabólitos secundários primordiais de suas cascas apresentando, entre outras, atividade antimicrobiana e cicatrizante. A concentração bactericida mínima (CBM) do extrato seco das cascas de Stryphnodendron adstringens frente a duas bactérias Gram-positivas e uma bactéria Gram-negativa foi determinada pela técnica de diluição em tubos. A atividade antimicrobiana do extrato seco e a atividade anti-séptica de sabonete líquido contendo o extrato seco foram avaliadas pelo método de difusão em ágar. O extrato apresentou valores de concentração bactericida mínima de 50 mg/mL frente a Staphylococcus aureus e 75 mg/mL contra Staphylococcus epidermidis e Escherichia coli e no teste de difusão em ágar, S. aureus apresentou maior sensibilidade ao extrato seco que as outras bactérias. O sabonete líquido mostrou maior eficiência na atividade anti-séptica contra as bactérias testadas na concentração de 100 mg de extrato/mL de sabonete.
The species of the genus Stryphnodendron are known as barbatimão and are native from Brazilian cerrado. They present tannins as main secondary metabolites of their barks and show antimicrobial and cicatrisation activity among others. The minimum bactericidal concentration (MBC) of the dry extract from the barks of Stryphnodendron adstringens against two Gram-positive and one Gram-negative bacteria was done using methodology of broth dilution in tubes. The antimicrobial activity of the dry extract and the antiseptic activity of the liquid soap containing that dry extract were evaluated by agar difusion method. For the extract were obtained the minimum bactericidal concentration values of 50 mg/mL against Staphylococcus aureus and 75 mg/mL against Staphylococcus epidermidis and Escherichia coli and by agar difusion, S. aureus showed more sensibility to the dry extract than the other bacteria. The liquid soap showed efficiency in the antiseptic activity against the bacteria studied at the concentration of 100 mg of extract/mL of soap.

Descrição

Palavras-chave

Stryphnodendron adstringens, Leguminosae, atividade anti-séptica, concentração bactericida mínima, taninos, Stryphnodendron adstringens, Leguminosae, antiseptic activity, minimum bactericidal concentration, tannins

Como citar

Revista Brasileira de Farmacognosia. Sociedade Brasileira de Farmacognosia, v. 17, n. 1, p. 71-75, 2007.