Famílias de zona rural e urbana: características e concepções de adolescentes

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2007-07-27

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

No Brasil, estudar família é um desafio devido à grande diversidade cultural existente e a variedade de arranjos familiares. Dentro dessa perspectiva, pode-se falar em “famílias brasileiras” formadas por padrões econômicos, sociais e culturais diversos. Partindo do pressuposto de que o conceito de família deve considerar a subjetividade dos indivíduos, esse estudo teve como objetivo caracterizar e conceituar famílias de zona rural e urbana de uma cidade do interior de São Paulo, segundo a perspectiva de adolescentes. Os participantes foram 48 adolescentes de 13 a 18 anos, sendo 16 da zona rural e 32 da urbana. Para atingir o objetivo proposto buscou-se uma abordagem metodológica capaz de permitir uma ampla coleta de informações, sendo utilizados dois instrumentos, um Questionário de Caracterização do Sistema Familiar e um Roteiro de Entrevista de Conceituação Familiar. Os resultados indicam que, nessa amostra, o percentual de famílias nucleares ainda é alto. O nível de escolaridade dos pais e a renda familiar são maiores na cidade do que no campo. A ocupação dos pais na área rural é mais ligada ao setor agropecuário e na urbana predomina os setores administrativos e gerenciais. Aproximadamente metade das mães rurais não exerce atividade remunerada e na cidade esse índice é de 9%. Nas duas localidades, a maioria tem casa própria (cerca de 77%). Com relação à rede social de apoio, a pessoa da família mais procurada pelos adolescentes é a mãe, seguida do pai que está assumindo várias funções, além do suporte financeiro tradicionalmente esperado; fora da família, os amigos são os mais procurados e, algumas vezes, fornecem mais apoio que os próprios membros familiares. A principal representação de família, para os adolescentes das duas localidades, é a de suporte emocional/afetivo. Quando abordam a concepção da própria família...
In Brazil, due to the big cultural diversity and the variety of family arrangements, studying family is a challenge. In this perspective, it is possible to talk about Brazilian families composed according to different economic, social and cultural standards. Presuming that the concept of family should consider individual subjectivity, this paper sought to characterize and conceptualize families from rural and urban areas of a city in São Paulo state, according to the perspective of teenagers. The participants were 48 teenagers between 13 and 18 years old, 16 from the rural area and 32 from the urban area. To reach this goal, we sought a methodological approach which could permit a broad information collection utilizing two tools, a questionnaire for familial system. Characterization and instructions for family conceptualization interview. The results indicate that the percentage of nuclear families in still high in that pattern. The parents' education level and the family's income are higher in the urban area than in the country side. The parents' jobs are more linked to agro business in the rural area and to the management and administration sectors in the urban area. About half the rural mothers do not have a paid job, while in the city they are 9%. In both places, the majority owns their houses (around 77). When it comes to social support net, mothers are the most wanted by teenagers, followed by fathers, who are taking several functins, besides the tradicional and expected financial support; apart from the family, friends are the most wanted and sometimes give even more support than family members. For the adolescents from both places, the main representation of family is that of emotional/affective support. When approaching the concept of their own families, this category continues to predominate, with inferior percentages... (Complete abstract click electronic access below)

Descrição

Palavras-chave

Familias rurais, Adolescentes, Famílias - Conceituação e caracterização, Zona urbana - Famílias, Adolescents, Familial characterization, Rural and urban area

Como citar

FACO, Vanessa Marques Gibran. Famílias de zona rural e urbana: características e concepções de adolescentes. 2007. 130 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Ciências, 2007.