Arte de biofeedback: uma proposta epistemológica para a compreensão da mente corporificada

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2018-05-04

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

Esta tese parte do pressuposto de que a arte de biofeedback manifesta a mente corporificada de diferentes formas. Considerando essa premissa, propomos a construção de uma epistemologia, sobretudo a partir de abordagens neurocientíficas, com vistas a produzir aportes que permitam avaliar a hipótese de que a arte de biofeedback apresenta modelos de organização e experiência, fora dos quadros naturais, que complementam a investigação científica sobre a mente corporificada. A epistemologia apresentada é alicerçada na fenomenologia, nas teorias tradicionais da mente e da mente corporificada da neurociência e nos fundamentos biológicos e técnicos dos dispositivos de biofeedback. Além disso, a tese conta com uma contextualização histórica que assume que a arte de biofeedback descende de uma tradição imaginativa sobre a interioridade corporal e a localização da mente que se desenvolveu na cultura ocidental. A convergência das abordagens apresentadas na tese originou uma metodologia que confirma a nossa hipótese, a qual é evidenciada por meio da descrição e análise de uma série de implementações poéticas de biofeedback que abrange desde obras de artistas pioneiros criadas nos anos 60 até trabalhos produzidos recentemente.
This thesis bases itself on the assumption that biofeedback art manifests the embodied mind in different ways. In considering this idea, we propose an epistemology based especially on neuroscientific approaches aimed toward at producing evidence to evaluate the hypothesis that the biofeedback art encompassess models of organization and experience outside of the natural frames that complement the study of the embodied mind. The epistemology presented here is grounded on phenomenology, traditional theories of the mind and embodied mind, and the biological and technical foundations of biofeedback devices. Additionally, the epistemology relies on a historical context that assumes that biofeedback art originated from an imaginative tradition about body interiority and the location of the mind that has developed in Western culture. The convergence of the approaches presented here generated a methodology that confirms our hypothesis, which is evidenced by the description and analysis of a series of poetic biofeedback implementations that cover works by pioneer artists from the 60s to present day.

Descrição

Palavras-chave

Arte de biofeedback, Arte generativa, Arte e tecnologia médica, Arte e neurociência, Corporificação, Biofeedback art, Generative art, Art and medical technology, Art and neuroscience, Embodiment

Como citar