Comprometimento fisiológico e seminal de cães machos infectados experimentalmente por leptospira interrogans sorovar Canicola

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2008-11-06

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

O trabalho presente objetivou pesquisar a presença de Leptospira interrogans sorovar Canicola em 32 cães, dos quais 20 infectados e 12 controle, em 4 grupos de estudo com 5 infectados e 3 de controle. No G1 os animais foram eutanasiados 7 dias após a inoculação, no G2, 15 dias, no G3, 30 dias e no G4 45 dias. Colheu-se sêmen, urina e sangue nos dias 0, 3, 5, 7, 10 e após, a cada 5 dias, com realização de exames andrológicos do sêmen e bioquímicos da urina e do sangue, e reação em cadeia da polimerase (PCR) dessas amostras. Avaliou-se o estado clínico, e o soro sangüíneo foi submetido à soro-aglutinação microscópica (SAM). Os títulos sorológicos dos infectados chegaram a 2.560. Na PCR, detectou-se DNA de leptospiras primeiro no sêmen e depois na urina, e não se detectou nos testículos, epidídimos, próstata, rins e fígado. Na Levaditi, foi encontrada leptospira em um fígado, e no histopatológico, 5 animais com prostatite, evidenciada também pelo aumento do número de espermatozóides com a patologia cabeça isolada. O exame andrológico mostrou declínio na motilidade, no vigor, na concentração espermática e defeitos maiores acima de 10%. No hemograma, observou-se alterações a partir do dia 3 pós-infecção, e ao exame bioquímico a partir do dia 30, indicando possíveis alterações hepáticas e renais. Conclui-se que cães infectados com Leptospira interrogans sorovar Canicola apresentam queda na qualidade espermática, sendo importantes fontes de infecção para o homem e animais, podendo inclusive transmitir a leptospirose por meio de sêmen nos primeiros dias pós-infecção, antes da transmissão urinária, sendo detectada pela PCR anteriormente a SAM.
The present study aimed to investigate the presence of Leptospira interrogans serovar Canicola. in 32 dogs, of which 20 are infected and 12 control, 4 study groups with 5 infected and 3 of control. In G1 animals were euthanasing 7 days after inoculation, the G2, 15 days, the G3, 30 days in the G4 and 45 days. It is collected semen, urine and blood on days 0, 3, 5, 7, 10 and after, every 5 days, with laboratory tests of semen andrological and biochemical of urine and blood, and polymerase chain reaction (PCR ) Of these samples. Evaluated the clinical status, and serum was submitted to serum-microscopic agglutination (SAM). The serological evidence of infection arrived in 2560. In PCR, DNA was found in semen of leptospires first and then in the urine, and is not detected in testis, epididymis, prostate, kidney and liver. In Levaditi, was found leptospira in a liver, and the histopathology, 5 animals with prostatitis, evidenced also by increasing the number of sperm with the pathology head alone. The examination showed andrologic decline in motility, in effect, defects in sperm concentration and higher above 10%. In the blood, it was observed changes from day 3 post-infection, and the biochemical examination on the day 30, indicating possible kidney and liver abnormalities. It follows that dogs infected with Leptospira interrogans serovar Canicola present decrease in sperm quality, and important sources of infection for humans and animals, which may include forward to leptospirosis through semen during the first day post-infection, before urinary transmission, and PCR detected earlier by the SAM.

Descrição

Palavras-chave

Dog, Reproduction, Semen, Urine, Cão - Reprodução, Leptospira, Sêmen, Urina, Reação em cadeia de polimerase

Como citar

ATIQUE NETTO, Halim. Comprometimento fisiológico e seminal de cães machos infectados experimentalmente por leptospira interrogans sorovar Canicola. 2008. xxi, 85 f. Tese (doutorado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, 2008.