Arte-educação para crianças assentadas: cidadania e desenvolvimentos em projetos de reforma agrária

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2005

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

Introdução: este projeto busca desenvolver instrumentos para a superação da segregação dos alunos moradores dos assentamentos rurais- vulgarmente conhecidos como “sem-terra”.Através da arte-educação,os alunos da Escola Municipal de Educação Fundamental e Infantil (EMEFEI) do assentamento “Primavera”-no município de Presidente Venceslau/SP,realizarão atividades para desenvolver e aprimorar a comunicação,dificuldade observada com freqüência entre as crianças. Objetivos: usca-se o desenvolvimento do aluno a partir da dinâmica realizada,observando o progresso do educando/assentado através das atividades e levando em conta a visão de realidade.Desenvolver a criatividade dos alunos,via exercícios de diferentes técnicas artísticas,bem como suas sensibilidades estética e artística, também são objetivos do projeto.A utilização de materiais e técnicas novas(como pintura, música e poesia),busca,também,desenvolver perspectivas novas para essas crianças. Métodos: projeto utiliza-se da metodologia da arte-educação para a consecução dos objetivos.A articulação entre extensão,ensino e pesquisa se deu no próprio desenvolvimento da metodologia didática,pois esta etapa envolveu o estagiário-bolsista PROEX e as professoras da EMEFEI do assentamento, tanto na busca de conhecer,quanto na adaptação dos conteúdos programáticos ao formato da arte-educação.A primeira etapa do projeto foi a de levantamento de dados acerca da realidade dos assentamentos e sobre as técnicas artísticas a serem posteriormente trabalhadas em sala de aula. O levantamento da realidade empírica se deu em conjunto com um projeto de pesquisa que a FCT/Unesp realiza na mesma área. Resultados: foi elaborado um plano de atividades,com exercícios de diferentes técnicas artísticas(desenho,pintura,redação, música,teatro),para a aplicação junto aos alunos da pré-escola e da 1a. a 4a. séries do Ensino Fundamental da escola do assentamento. Esse plano,em execução no segundo semestre de 2005,prevê 9 encontros de atividades,com 5 horas cada.Além dos exercícios supracitados,haverá a participação/apresentação de dois grupos teatrais ligados à Unesp e uma finalização do trabalho com a apresentação de peça teatral montada pelo grupo da EMEFEI. Como resultados preliminares,tem-se o fato da escola assumir o projeto de extensão da Unesp,reservando horário letivo para a realização das atividades.A coincidência da proposta do projeto com a escolha de um tema artístico(“o circo”)para ser trabalhado transversalmente na escola facilitou essa integração projeto da Unesp– escola do assentamento.Os encontros e as atividades são ministrados e formulados pelo estagiário.

Descrição

Palavras-chave

Como citar

CONGRESSO DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA, 3., 2005, Águas de Lindólia. Anais... São paulo: PROEX; UNESP, 2005. p. 058