Interferência de aulas de ginástica nos estados de ânimo dos praticantes

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2012

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

Atualmente pode-se observar a importância da atividade física na vida diária da população promovendo, além dos benefícios físicos, benefícios sociais e psicológicos. Nesse sentido a atividade física, mais especificamente a ginástica sistematizada (Body Systems), hoje em dia adepta a boa parcela da população, se tornou importante para seus praticantes, visando à prevenção de lesões, normalizando as funções corporais e proporcionando descontração e socialização. O objetivo geral deste trabalho foi analisar a interferência das aulas de ginástica sistematizadas nos estados de ânimo de seus participantes. Participaram do estudo 35 indivíduos, de ambos os gêneros, estudantes do curso de Educação Física da UNESP de Rio Claro, SP, com disponibilidade para executar as intervenções semanais e que pudessem responder as listas de estados de animo (LEA-RI) antes e após a aula. Neste estudo foram analisados três estilos diferentes de ginástica, a ginástica com pesos, BODYPUMP, a ginástica cardiorrespiratória, BODYATTACK e a ginástica de condicionamento postural que provém de técnicas como o Yoga e o Pilates, o BODYBALANCE. Com base na analise binomial foi possível chegar a alguns resultados significativos quanto à interferência das aulas de ginástica nos estados de animo de seus praticantes. Ao praticar a aula de BODYBALANCE as pessoas se sentiram mais felizes, mais leves e menos desagradáveis correspondendo a proposta da aula. Com o BODYPUMP as pessoas se sentiram mais pesadas e na aula de BODYATTACK sentiram-se além de mais pesadas, menos tímidas, ou melhor, mais descontraídas. Isso mostra que as aulas de ginastica podem ser utilizadas não apenas para benefícios físicos, mas também com objetivos de direcionar para a alteração de determinados aspectos psicológicos

Descrição

Palavras-chave

Ginástica, Exercícios físicos - Aspectos psicológicos, Academias de ginastica

Como citar

RAGONHA, Larissa Helena. Interferência de aulas de ginástica nos estados de ânimo dos praticantes. 2012. 31 f. Trabalho de conclusão de curso (bacharelado - Educação Física) - Universidade Estadual Paulista, Instituto de Biociências de Rio Claro, 2012.