Caracterização de alguns fatores biológicos, sociais, assistênciais e ocupacionais de gestantes e sua associação com o peso e crescimento de crianças nos primeiros meses de vida em Botucatu, 1997/1998

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2001

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

As condições de vida das gestantes são muito importantes para a saúde de sua criança. Sabendo que muitos fatores podem interferir nessas condições e consequentemente no crescimento e desenvolvimento de seus filhos, foi proposto este trabalho, com o objetivo de caracterizar algumas variáveis biológicas, sociais, assistenciais e ocupacionais de gestantes e sua associação com o peso e crescimento de crianças nos primeiros meses de vida. Para tanto, em 1997 foram feitas 219 entrevistas domiciliares com puérperas que realizaram o pré-natal em 10 unidades básicas de saúde e em um consultório particular do município de Botucatu-SP, e foram avaliadas suas crianças entre 0 e 10 meses de vida. Os objetivos foram atingidos, calculando-se os valores médios das variáveis analisadas, sendo utilizada a técnica de análise de variância para verificar a existência de associação entre a ocupação do chefe da família das gestantes e o crescimento de seus filhos nos primeiros meses de vida. Observou-se que das mulheres entrevistadas, 62,5% (I.C. 56,1% - 68,9%) eram adolescentes e jovens, 82,2% (77,1% - 87,2%) iniciaram o pré-natal no primeiro trimestre de gestação e o número de consultas variou entre 7 e 15, sendo que 42,9% (36,3% - 49,4%) realizaram entre 7 e 9 consultas. No terceiro mês de vida das crianças somente 22,3% (16,7% - 27,7%) estavam sendo amamentadas com leite materno exclusivo. Quanto ao trabalho, 49,8% (43,1% - 56,3) das mulheres trabalharam durante a gestação e dessas, somente 41,8% (32,6% - 51,0%) tiveram o direito à licença gestante. A ocupação da maioria das gestantes foi na área de serviços, com 86,3%...
An expecting mother´s living conditions are extremely important for her child´s health. Being aware that many factors interfere in these conditions and consequently in a child´s growth and development, we have prepared this paper with the scope of characterizing some biogical, social, aiding, and occupational variables of expecting mothers and their correlation with a child´s weight and development over its first months of existence. For that purpose 219 domestic interviews were conducted in 1997 with pregnant women who had undergone prenatal care in 10 basic heath units and in one private doctor´s office in Botucatu, SP. Their babies were examined in the age span from 0 to 10 months old. Our objects were reached by calculating the mean results of the variables analyzed. Variance analysis technique was utilized to check the existence of interrelation between a child´s father´s occupation and his child´s growth in its first months of life. The following results were obtained: 62.5% (I.C. 56.1% - 68.9%) were made up of adolescents and young people. 82.2% (77.1% - 87.2%) began their prenatal care in the first quarter of gestation and the number of doctor´s appointments varied between 7 and 15; in this group 42.9% (36.3% - 49.4%) had between 7 and 9 appointments. Only 22.3% (16.7% - 27.7%) of three-month old children were solely breastfed. Regarding work, 49.8% (43.1% - 56.3%) of women worked during pregnancy and only 41,8% out of the latter figures (32.6% - 51.0%) were entitled to maternity leave. Most expecting mothers (86.3% e.g. 79.9% - 92.7%) worked in the service industry. It came to our attention by the time of the interview that few women returned to work after delivering... (Complete abstract click electronic access below)

Descrição

Palavras-chave

Assistencia a maternidade e a infancia - Botucatu (SP), Child´s health, Child - Growth and development

Como citar

BASSETTO, Heloisa Paulette. Caracterização de alguns fatores biológicos, sociais, assistênciais e ocupacionais de gestantes e sua associação com o peso e crescimento de crianças nos primeiros meses de vida em Botucatu, 1997/1998. 2001. 74 [10] f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Medicina de Botucatu, 2001.