Efeito do exercício aeróbio sobre os níveis séricos de leptina em mulheres obesas

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2004-03-24

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

Participam da pesquisa 10 mulheres obesas com idade média de 44 l 3 anos e IMC de 34 l 1 Kg/m2, que foram submetidas a um programa de exercícios aeróbios durante 24 semanas, 3 vezes por semana, com sessões de 1 hora. Análises bioquímicas dos níveis séricos de leptina, colesterol total, LDL colesterol, HDL colesterol, triglicerídeos e glicose foram realizados nos pontos: inicial, após 12 semanas e 24 semanas do protocolo experimental, por meio de amostras de sangue e kits específicos (Cayman Chemical, Wiener Laboratories e Laborlab, respectivamente). A glicemia foi avaliada com fitas específicas do aparelho Accutrend Advantage Roche. As participantes foram submetidas ainda a testes de capacidade aeróbia (Caminhada de 1 milha de Rockport) e testes espirométricos (Espirômetro e software KOKO) afim de avaliar possíveis déficits na capacidade aeróbia e pulmonar, ocasionados pela obesidade. Analisou-se também o peso corporal e a relação cintura-quadril como parâmetro de alteração na massa corporal. A análise estatística foi realizada empregando-se o programa Instat Graphpad Software, ANOVA e Teste t para amostras pareadas foram os métodos utilizados. Os resultados são apresentados como média l erro padrão da média com significância de P < 0,05. Nossos resultados mostram que as participantes apresentavam perfil lipídico, glicose sangüínea, níveis pressóricos e função pulmonar basais dentro da faixa de normalidade. O programa de treinamento empregado por nós não alterou os padrões antropométricos das participantes. Os níveis de leptina, de colesterol total e de glicose sangüínea apresentaram uma leve redução, porém sem diferença estatística. Em contrapartida, os níveis de HDL colesterol foram significativamente aumentados e os de LDL colesterol reduzidos... .
Ten obese women, mean age 44 3 and BMI 34 1 were submitted for 24 weeks, 3 days a week, 60 minutes for each session in an intensity of 60% VO2max. Blood samples were collected at rest, 12 and 24 weeks after dynamic exercise. Biochemical analyses of serum leptin levels, total cholesterol, LDL cholesterol, HDL cholesterol and triglyceride were measured by specific kits (Cayman Chemical, Wiener Laboratories and Laborlab, respectively). Blood glucose was evaluated by Accutrend Advantage Roche. The participants were submitted to aerobic capacity tests and spirometry tests (Spirometer and software KOKO) to evaluating the possible obesity deficits in aerobic capacity and lung function. The body mass and the waist-hip-ratio were measured to evaluate alterations in anthropometric parameters. The statistical analysis was performed using Graphpad Instat version 3.0, ANOVA and t Test were used to make comparisons between before and after exercise. A P value < 0.05 was considered to indicate statistical significance. Our findings show that lipid profile, blood glucose, blood pressure and lung function were at normal range in the beginning of the study. The exercise training employed by us did not alter the anthropometric parameters of the volunteers. Serum leptin levels, total cholesterol, and blood glucose show a slight reduction after 24 weeks of physical exercise, but they did not reach a statistical significance. A significant increase in HDL cholesterol level and a decrease in LDL cholesterol were found and a marked reduction in systolic and diastolic blood pressure was seen after dynamic exercise. Maximum oxygen uptake and forced expiratory flow at 1st second were slightly increased, but not statistically significant after exercise training whereas the forced vital capacity was significantly increased.

Descrição

Palavras-chave

Educação fisica, Educação física adaptada

Como citar

MORAES, Camila de. Efeito do exercício aeróbio sobre os níveis séricos de leptina em mulheres obesas. 2004. ix, 59 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Instituto de Biociências de Rio Claro, 2004.