Estudo morfológico e histoquímico do tubo digestivo de eleuteroembriões e larvas de Leporinus obtusidens (Valenciennes, 1836)

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2012-01-27

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

Leporinus obtusidens apresenta características zootécnicas interessantes e promissoras para o cultivo em piscicultura. Na maioria das espécies cultivadas, as larvas, ao iniciarem a alimentação exógena, são organismos cujo desenvolvimento ainda não se completou, razão pela qual os órgãos digestivos não estão totalmente definidos e o conteúdo enzimático ainda é deficiente. As pesquisas com larvas de peixes apontam para a alimentação como o fator de maior importância a ser considerado durante o desenvolvimento inicial, pois os organismos estão na fase de diferenciação estrutural e funcional do sistema digestório. Assim o objetivo deste trabalho foi analisar as características histológicas e histoquímicas do tudo digestivo de Leporinus obtusidens nas fases iniciais do desenvolvimento. As amostras foram fixadas em solução de Karnovsky e processadas para análises histológicas e histoquímicas. A eclosão dos eleuteroembriões de L. obtusidens ocorreu às 15 horas após a fertilização (28°C) e as reservas de vitelo foram observadas até 120 horas após a eclosão (HAE). A boca sofreu modificações na posição, passando de ventral para subterminal. Com relação ao esôfago, foi possível observar as primeiras células caliciformes com 48 HAE e a partir de 64 HAE intensa positividade ao PAS e ao AB. A partir de 30 HAE foi possível observar o primórdio do estômago, caracterizado pela substituição do epitélio esofágico estratificado por epitélio gástrico simples, com presença de poucas células caliciformes. Com 96 HAE foi observada intensa reação ao PAS no epitélio de revestimento do estômago, o que indica funcionalidade do órgão. Quanto ao intestino, foi observado um desenvolvimento lento, as primeiras células caliciformes foram observadas com 96 HAE. Os cecos pilóricos foram evidenciados...
Leporinus obtusidens husbandry has characteristics very interesting and promising for cultivation in aquaculture programs. Most of the cultivated species, the larvae begin to feed exogenously, are organisms whose metamorphosis is not complete, which is why the digestive organs are not fully defined and the enzyme content is still deficient. The studies with fish larvae feeding point to as the most important factor to be considered during early development, because the organisms are in the process of structural and functional differentiation of the digestive system. Thus the objective of this study was to analyze the histological and histochemical features of digestive L. obtusidens in all stages of development. Samples were collected in the Hydrobiology and Aquaculture Station of Companhia Energetica de São Paulo (CESP) Jupiá, SP. The samples were fixed in Karnovsky solution, processed for histological and immunohistochemical analysis. The outbreak of eleuteroembryo L. obtusidens occurred approximately 15 hours after fertilization (28 ° C) and the yolk reserves were observed up to 120 HAE. The mouth has undergone successive changes during development, the ventral position to the subterminal position. With regard to the esophagus, it was possible to observe the first goblet cells with 48 HAE and and starting at 64 HAE intense positivity to PAS and AB. From 30 HAE was possible to observe the beginnings of the stomach, characterized only by the substitution of an esophageal epithelium stratified by gastric epithelium simple with cuboidal cells, with little presence of goblet cells. Was observed with 96 HAE intense reaction to PAS in the epithelium lining of the stomach, indicating functionality of the organ. As the intestine, we observed a slow development, the first goblet cells were observed... (Complete abstract click electronic access below)

Descrição

Palavras-chave

Histology, histochemistry, Peixe - Histologia, Histoquímica

Como citar

CHEDID, Renata Alari. Estudo morfológico e histoquímico do tubo digestivo de eleuteroembriões e larvas de Leporinus obtusidens (Valenciennes, 1836). 2012. 66 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Centro de Aquicultura, 2012.