Efeito da vedação da interface pilar/implante na formação de biofilmes isolados e mistos de Candida albicans e Enterococcus faecalis nas junções parafusadas

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2018-02-05

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

O objetivo desta pesquisa foi avaliar a eficácia do material Loctite 2400® como de agente de vedação no selamento da interface pilar/implante contra a infiltração e formação de biofilmes isolados e mistos de C. albicans e E. faecalis no interior de conexões protéticas HE e CM. Foram formados 216 conjuntos de implantes com seus pilares protéticos e parafusos de retenção. Deste total, foram formados 6 grupos (n=36) de acordo com cada biofilme em função do período de incubação (7 e 14 dias) e conexão de implantes HE e CM (n=18) divididos em função do uso do material (n=9). Os biofilmes foram analisados por meio da contagem UFC/ml. Para análise qualitativa do biofilme misto formado aos 7 dias, foi realizada MEV. A análise do agente de vedação nas junções parafusadas foi realizada por meio de fotografias de conjuntos secionados. Para comparar as médias dos dados de contagem das UFC/mL para os ensaios de biofilme isolado de E. faecalis e C. albicans, os dados foram analisados pelo teste de ANOVA a dois critérios seguida pelo teste de Bonferroni considerando (α=5%). E para biofilme misto, foi utilizado o teste t Student. A contagem UFC/ml isolado de E. faecalis e C. albicans, apresentou diferença estatística significante de todos os grupos teste em relação ao controle, em todos os períodos de tempo. Para biofilme misto, não houve crescimento microbiano nos grupos HE, independente do microrganismos e período de tempo avaliado. Nos grupos CM, para E. faecalis, houve diferença estatística entre os grupos CM-C e CM-T somente no período de 14 dias. Para C. albicans, observa-se diferença estatística significante entre os grupos CM-C e CM-T independente do período avaliado. A análise de MEV, mostra a formação de biofilme espesso com grande quantidade de matriz extracelular para os grupos controle. E a análise visual do agente de vedação, mostra a presença do material na interface pilar/implante e nas roscas da junção parafusada. Conclui-se que a presença do agente de vedação interferiu positivamente na infiltração de biofilmes isolados de E. faecalis e C. albicans para o interior dos implantes independente do período de tempo avaliado. Para biofilmes mistos, a conexão hexagonal externa foi mais eficaz contra a infiltração microbiana, independente do microrganismo, tempo e uso do agente de vedação. Para a conexão cone Morse, o agente de vedação foi eficaz apenas no período de 14 dias.
The aim of this research was to evaluate the efficacy of sealing agent in the interface abutment/implant against infiltration of isolated and mixed biofilms of C. albicans and E. faecalis inside EH and MT prosthetic connections. 216 sets of implants with their prosthetic abutments and retaining screws were formed. Of this total, were formed six groups (n = 36) in accordance with each biofilm as function of the incubation period (7 and 14 days) and implant connection EH and MT (n = 18) stratified by use of the material (n = 9). The biofilms were analyzed by counting UFC/mL. For qualitative analysis of the mixed biofilm the SEM analysis was performed at 7 days. The analysis of the sealing agent in the screw joints was performed by photographs of the sectioned sets. To compare the average UFC/mL count data of E. faecalis and C. albicans isolated biofilms, the data were analyzed by two-way ANOVA test followed by Bonferroni test (α = 5%). For mixed biofilms it was applied t Student test. The UFC/mL isolated count for E. faecalis and C. albicans presented statistically significant difference of all the test groups in relation to the control, in all time periods. For mixed biofilm, there was no microbial growth in EH groups, independent of microorganisms and time period evaluated. In MT groups, for E. faecalis, there was statistical difference between MT-C and MT-T groups only in the period of 14-days. For C. albicans, statistically significant difference was observed between the groups MT-C and MT-T independent of the period evaluated. The SEM analysis shows the formation of thick biofilm with a high amount of extracellular matrix for control groups. The visual analysis of the sealing agent shows the presence of the material at the abutment/implant interface and the threads of the screw joint. It was concluded that the presence of the sealing agent interfered positively in the infiltration of isolated biofilms of E. faecalis and C. albicans into the implants regardless of the time period evaluated. For mixed biofilms, the external hexagonal connection is more effective against microbial infiltration, regardless of the microorganism, time and use of the sealing agent. For Morse taper connection, the sealing agent was effective only over the 14 day period.

Descrição

Palavras-chave

Implante dentário, Biofilmes bacterianos, Prótese dentária fixada por implantes, Dental implants, Biofilms, Dental prosthesis

Como citar