Produção sustentável do feijão comum: inoculação, coinoculação e adubação mineral em cultivares de ciclo precoce

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2019-10-21

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

A utilização de manejos sustentáveis para maximizar a produtividade das culturas sem aumentar os custos de produção é um dos grandes desafios da agricultura atual. Assim, objetivou-se avaliar o efeito de manejos de fornecimento de nitrogênio, associando formas de inoculação com Rhizobium tropici, co-inoculação com Azospirillum brasilense e adubação mineral de cobertura, no desempenho agronômico de cultivares de feijão comum do grupo comercial carioca de ciclo precoce. O experimento foi instalado em delineamento em blocos casualizados (DBC), no esquema fatorial 2x12 (2 cultivares e 12 manejos de fornecimento de N), com quatro repetições. Para os manejos de fornecimento de N foram associados adubação mineral de cobertura com N (45 e 90 kg ha-1 de N), inoculação de sementes com Rhizobium tropici e coinoculação via semente e foliar com Azospirillum brasilense. Foram avaliados o número de trifólios por planta, área foliar, índice de clorofila, teor de nitrogênio foliar e nos grãos, massa seca de plantas, número de vagens por planta, número de grãos por planta e produtividade, número de nódulos por planta, massa seca de nódulos por planta, massa seca de raízes e eficiência de nodulação. Os dados foram submetidos à análise de variância (teste F) e, quando necessário, as médias foram agrupadas pelo teste de Scott-Knott a 5% de probabilidade. Com exceção da massa seca de plantas, todas as variáveis analisadas apresentaram máxima resposta no tratamento com inoculação de sementes com Rhizobium tropici, aplicação foliar de Azospirillum brasilense e adubação mineral em cobertura com 90 kg ha-1 de N, sendo que na produtividade houve incremento de 27% em relação ao controle. Os resultados demonstraram a viabilidade da utilização de coinoculação com Azospirillum brasilense como ferramenta para aumentar a produtividade e sustentabilidade nos sistemas de produção de feijão.
The use of sustainable managements techniques to maximize crop productivity without increasing production costs is one of the great challenges of modern agriculture. The objective of this study was to assess the effect of different nitrogen management by testing the inoculation with Rhizobium tropici, co-inoculation with Azospirillum brasilense, and topdressing N fertilization on the agronomic performance of common bean cultivars of early cycle. The experiment was carried out in a randomized block design (RBD), in a 2x12 factorial scheme (2 cultivars and 12 N supply management), with four replications. For N supply management, it was used topdressing N fertilization (45 and 90 kg ha-1 N), seed inoculation with Rhizobium tropici, and seed and leaf co-inoculation with Azospirillum brasilense. It was evaluated: the number of trifolium per plant, leaf area, chlorophyll index, leaf and grain nitrogen content, dry mass of plants, number of pods per plant, number of grains per plant and yield, number of nodules per plant, dry matter of nodules per plant, dry matter of root, and nodulation efficiency. Data were subjected to analysis of variance (F test) and, when necessary, means were grouped by Scott-Knott test at 5% probability. Except for the dry mass of plants, all variables analyzed showed maximum response in the treatment with seed inoculation with Rhizobium tropici, foliar application of Azospirillum brasilense, and topdressing fertilization with 90 kg ha-1 of N. In general, this treatment increased in 27% the common bean productivity compared to control (no fertilizered). Our results demonstrated the viability of using co-inoculation with Azospirillum brasilense as a tool to increase productivity and sustainability in bean production systems.

Descrição

Palavras-chave

Phaseolus vulgaris L., Adubação mineral, Fixação biológica de nitrogênio, Rhizobium tropici, Azospirillum brasilense

Como citar