Revelando o potencial de biocontrole de fitopatógenos da soja (Glycine max. L) por seus endofíticos

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2021-07-29

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

Atualmente, a soja (Glycine max. L) é o cultivar mais rentável para o agronegócio nacional e internacional. Em 2020, o Brasil se tornou o maior produtor do mundo representando 36% da produção mundial. Apesar da alta produtividade, a soja é susceptível a diversas pragas e fitopatógenos que acometem os cultivares e ameaçam a produção e a rentabilidade. Esse contexto, coloca o mercado em alerta e incentiva pesquisas na área do biocontrole, como uma alternativa sustentável, rentável e ecologicamente assertiva à utilização de pesticidas. O controle biológico, investiga o uso de inimigos naturais para controlar os agentes causais das doenças. Os microrganismos endofíticos por sua vez, representam um promissor campo de investigação pois realizam associações mutualistas tão intimas que evoluíram para uma unidade, os holobiontes. Sobretudo, os endofíticos de sementes que são indispensáveis nos estágios iniciais de desenvolvimento da planta. Nesse contexto, o objetivo desse trabalho foi isolar, purificar e caracterizar os microrganismos endofíticos do grão de soja, banhados com fungicida sintético Coopermax TB, para revelar os potenciais antagonistas dos fitopatógenos Phytophthora sojae, Macrophomina phaseolina, Colletotrichum truncatum, Rhizoctonia solani e Sclerotinia sclerotiorum. Os microrganismos foram isolados em meio sólido BDA, MA2% e AA e recuperou-se o total de 62 microrganismos, sendo 38 fungos e 24 bactérias. Dentre os fungos, o gênero Penicillium foi o mais abundante (n=9), seguido dos Fungos Hialinos Não Esporulantes e Fungos Dematiáceos Não Esporulantes (n=8 e n=5, respectivamente). Dentre as bactérias, os Coco Gram+ e Bastonetes Gram+, foram os mais frequentes (n=7 e n=5, respectivamente). Os testes de antagonismo relevaram 3 fungos e 2 bactérias como antagonistas de todos os fitopatógenos testados: Penicillium sp. (FUN54), FHNE (FUN20), Epicoccum sp. (FUN7), Coco Gram+ (BAC4) e Bastonete Gram+ (BAC13). A partir desses resultados, ressaltamos que essa pesquisa contribuiu significativamente com potenciais candidatos para o desenvolvimento de um consórcio microbiano, visando um produto para manejo integrado, além da possibilidade de bioprospecção de biomoléculas, de interesse para o agronegócio.
Nowadays, soybean (Glycine max. L) is the most profitable commodity for national and international agribusiness. In 2020, Brazil become the largest producer of this crops, reaching for 36% of world production. Despite its high productivity, soybean is susceptible to several pests and phytopathogens that affect the cultivars, threatening production and profitability. This is an alert on the market and encourages research in the area of biocontrol as a sustainable, profitable and ecologically assertive alternative to the use of pesticides. Biocontrol, investigates the use of natural enemies to control the causal agents of diseases. Endophytic microbiome represents a promising field of investigation since microorganisms and plants perform intimate mutualistic associations that evolved into an unit, the holobionts. Given the background, the objective of this work was to isolated, purified and characterized endophytes from soybean, treated with the synthetic fungicide Coopermax TB, to reveal potential antagonists to the phytopathogens Phytophthora sojae, Macrophomina phaseolina, Colletotrichum truncatum, Rhizoctonia solani and Sclerotinia sclerotiorum. The isolates grew on BDA, MA2% and AA media and a total of 62 microorganisms were recovered of which 38 fungi and 24 bacteria. Among the fungi, the genus Penicillium was the most abundant (n=9), followed by Non-Sporulating Hyaline Fungi and Non-Sporulating Dematiaceous Fungi (n=8 and n=5, respectively). Among the bacteria, Gram + Cocci and Gram + Bacilli were the most frequent (n=7 and n=5, respectively). The tests revealed 3 fungi and 2 bacteria as antagonists to all tested phytopathogens: Penicillium sp. (FUN54), FHNE (FUN20), Epicoccum sp. (FUN7), Cocci Gram + (BAC4) and Bacilli Gram + (BAC13). From these results, we emphasize that this research contributed significantly with potential candidates for the development of a microbial consortium, aiming at a product for integrated management, besides the possibility of bioprospecting biomolecules of interest to agribusiness.

Descrição

Palavras-chave

Applied microbiology, Biological control, Seed endophytes, Holobiont, Bioeconomy, Microbiologia aplicada, Controle biológico, Endofíticos do grão, Holobiontes, Bioeconomia

Como citar