Vacas de descarte terminadas em diferentes tempos de suplementação de alto consumo a pasto

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2017-06-01

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

Objetivou-se, com o presente estudo, avaliar o efeito do tempo (dias – 0, 21, 42, 63) de suplementação de alto consumo (2% do peso corporal), so-bre o desempenho e características da carcaça e qualidade da carne de vacas de descarte da raça Nelore mantidas em pastejo contínuo em Brachiaria bri-zantha cv. Marandu, durante a estação seca. O delineamento foi em blocos casualizados (DBC), sendo os animais blocados de acordo com o peso inicial, com quatro tratamentos (dias de suplementação) e cinco repetições (piquetes), sendo três animais por piquete (unidade experimental). Não houve efeito do tempo no consumo de suplemento. O ganho médio diário (GMD) e ganho mé-dio diário em carcaça (GMDCar) se adequaram ao modelo quadrático, tendo o seu ponto máximo aos 42 dias de suplementação com 1,61 e 0,96 kg/dia, res-pectivamente. O peso corporal sem jejum (PSJ) e com jejum (PCJ) apresenta-ram efeito linear com o aumento nos dias de suplementação (P<0.01). Da mesma forma, peso de carcaça quente (PCQ) e fria (PCF) e rendimento de carcaça quente (RCQ) e fria (RCF). As variáveis de comprimento de carcaça (CCar), profundidade de carcaça (PCar) e tamanho de coxão (TCoxão) não foram verificados efeitos da suplementação. Perímetro de coxão (PCoxão), área de olho de lombo (AOL) e espessura de gordura subcutânea (EGS) res-ponderam linearmente ao incremento nos dias de suplementação. Os órgãos (fígado, coração, rins, baço, intestinos delgado e grosso), denominados de componentes não carcaça (CnC), bem como gordura renal pélvica inguinal (GRPI), somatório de CnC e ganho médio diário desses (GMDCnC) aumenta-ram linearmente ao longo dos dias de suplementação. O aumento no peso cor-poral e de carcaça dos animais resultou em maiores pesos de cortes primários, traseiro especial, dianteiro e ponta de agulha (PA) expressaram comportamen-to linear. O incremento nos dias de suplementação também resultou em cortes cárneos mais pesados, com exceção do filé mignon, que não houve efeito, os demais cortes comerciais do traseiro especial, não aparados e aparados, au-mentaram linearmente (P<0,01), da mesma forma os cortes de dianteiro e PA, não aparados e aparados, sofreram influência do aumento de peso corporal devido ao incremento dos dias de suplementação. Maiores porcentagens de aparas foram verificadas em todos os cortes com o aumento do tempo de su-plementação. As médias de temperatura se adequaram ao modelo quadrático de regressão com maior média (5,91°C) aos 63 dias de suplementação. Não houve diferença entre os tratamentos para os valores de pH, sendo a média de 5,8. Para as variáveis relacionadas à coloração da carne foi verificado efeito dos dias de suplementação, sendo quadrático (P<0.01) para L* e b* e linear (P<0.01) para a*. Não houve diferença significativa na composição química pa-ra os teores de lipídeos, carboidratos e matéria mineral. Umidade e proteína bruta se ajustarem ao modelo quadrático de regressão. Perdas por cocção (PPC) e força de cisalhamento (FC) se comportaram de forma linear crescente (P=0.04). A suplementação das vacas de descarte não influenciou os teores de colágeno muscular (P>0,10). Para colágeno insolúvel, solúvel, total e termosso-lúvel as médias foram de 0,18%, 0,018%, 0,20% e 9,6%, respectivamente. Desta forma, fêmeas mais pesadas apresentaram carcaças mais bem acaba-das e cortes cárneos mais pesados. Aos 42 dias suplementação, as vacas ob-tiveram a máxima produção de carcaça por dia e aos serem abatidas produzi-ram carcaças com acabamento adequado ao mercado consumidor.
This study aimed to evaluate the effect of time (days – 0, 21, 42, 63) on high intake supplementation (2% of body weight) on the performance and carcass traits and meat quality of Nellore cull cows in continuous grazing of Brachiaria brizantha cv. Marandu, during the dry season. The experimental de-sign was performed in randomized blocks (DBC), with the animals blocked ac-cording to the initial weight, with four treatments (days of supplementation) and five repetitions (paddocks), using three animals per paddock (experimental unit). There was no time effect in supplement intake. The average daily gain (ADG) and the average daily gain in carcass (ADGC) were adjusted to the quadratic model, with the maximum peak at 42 days of supplementation at 1.61 and 0.96 kg/day, respectively. Body weight without fasting (BWW) and fasting (BWF) presented a linear effect with the increase in days of supplementation (P <0.01), as well the warm carcass weight (WCW) and cold (CCW) and the warm carcass yield (WCY) and cold (CCY). For the variables of carcass length (CL), carcass depth (CD) and size of round (SR), no effects of supplementation were observed. Round perimeter (PRound), longissimus muscle area (LMA) and subcutaneous fat thickness (SFT) responded linearly to the increase of days of supplementation. The organs (liver, heart, kidneys, spleen, small and large in-testines), denominated non-carcass components (NCC), as well the inguinal pelvic renal fat (IPRF), NCC summation and average daily gain of non-carcass components (ADGNCC) increased linearly over the days of supplementation. The increase in animals’ body weight and carcass resulted in higher weights of primary cuts, special rear, front and needle tip (PA), also expressing a linear behavior. The increase in the days of supplementation also resulted in heavier meat cuts, except for filet mignon, which had no effect; others commercial cuts, such as the special rear, trimmed and not trimmed, increased linearly (P <0.01). In the same way, the front and AP cuts, trimmed and not trimmed, were influ-enced by the increase in body weight, due to the increment of days of supple-mentation. Higher percentages of shavings were observed in all cuts with the increase of the supplementation time. The temperature averages were adjusted to the quadratic regression model with the highest mean (5.91°C) at 63 days of supplementation. There was no difference between the treatments for pH val-ues, resulting in an average of 5.8. For the variables related to the meat color, the effect of supplementation days was observed, showing quadratic (P<0.01) for L* and b* and linear (P<0.01) for a*. There was no significant difference in the chemical composition for lipid, carbohydrate, and mineral matter contents. Humidity and crude protein fit the quadratic regression model. Cooking losses (CL) and shear force (SF) indicated an increasing linear shape (P = 0.04). The supplementation of cull cows did not influence the levels of muscle collagen (P>0.10). For insoluble, soluble, total and thermosoluble collagen, the averages reached were 0.18%, 0.018%, 0.20% and 9.6%, respectively. Therefore, heavi-er females had heavier carcasses and heavier meat cuts. At 42 days of sup-plementation, cows obtained the maximum carcass production per day and, when slaughtered, they produced carcasses with adequate finishing to the con-sumer market.

Descrição

Palavras-chave

Área de olho de lombo, Cortes comerciais, Espessura de gordura, Fêmeas, Rendimento de carcaça, Carcass yield, Commercial cuts, Females, Longissimus muscle area, Thickness of thick

Como citar