A criação de artigos de opinião em blog: enunciados argumentativos para a constituição da consciência social

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2020-12-14

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

A linguagem está presente em todas as ações humanas. Ao longo da história, ela vem possibilitando ao homem, para além de se comunicar, apreender conhecimentos já construídos tempo afora, interagir com o outro e seus discursos e criar enunciados, orais ou escritos, presentes no curso da vida em sociedade. Sua modalidade escrita é uma tecnologia que, ao ser dominada pelo sujeito, mormente possibilita-o constituir-se como homem e participar ativa e formalmente do grande diálogo social e cultural. Mas a apropriação do ato de escrever não ocorre de forma natural, como o ouvir e o falar, ele decorre de um processo conjugado de ações que se entrecruzam até formar outros discursos. Isso posto, o objetivo nuclear foi realizar um experimento didático-formativo e por meio do qual desenvolver um processo de criação de enunciados escritos do gênero artigo de opinião a fim de responder se a prática do ato de escrever atua na formação da consciência social para o estar e o agir no mundo do sujeito-autor. Esta consciência, entendida como a parte do homem em que virtudes e valores humanos se formam, resulta do processo de humanização e emancipação do sujeito, por sua própria atividade mediada pelos usos da linguagem. Para fundamentar o trabalho, recorri a três teorias que se completam: Filosofia da Linguagem (FL), cuja concepção toma a linguagem como social, dinâmica e evolutiva no tempo e no espaço de sua realização; a Teoria Histórico-Cultural, sobretudo para a construção do material utilizado no experimento didático-formativo e para a execução do processo; e, por fim, Teoria da Argumentação (TA), que, juntamente com a Filosofia da Linguagem, foi base para a análise dos recursos, estratégias e procedimentos usados na criação do gênero artigo de opinião pelos sujeitos envolvidos na pesquisa. A investigação compreendeu duas pesquisas: bibliográfica e de campo. A parte bibliográfica baseou-se na dimensão teórica e consistiu em discutir a linguagem na perspectiva da Filosofia da Linguagem, sob as contribuições de Volóchinov e Bakhtin, entre outros; e, ainda, a argumentação no discurso, aventada por Perelman e Olbrechts-Tyteca, como também por Amossy, na Nova Retórica. A pesquisa de campo assentou-se em um experimento didático-formativo realizado no segundo semestre de 2019, com sete alunas do Ensino Médio de uma escola pública estadual em Rondônia. Os dados gerados na investigação resultaram do processo de criação dos artigos de opinião, com destaque para a realização das práticas de linguagem, tais como os atos de ler, ouvir, falar, discutir, escrever, reescrever, entre outros, em sua consecução. Ao longo desta tese, apresento e analiso, à luz das teorias citadas, não somente os artigos de opinião completos escritos pelos sujeitos, mas como foram criados, a construção dos argumentos, as estratégias e recursos mobilizados com a finalidade de persuadir os leitores, sempre com intuito de averiguar se o processo de criação dos enunciados atuou para a formação da consciência social dos que os produziram. Como resultado dos dados analisados, indica-se o desenvolvimento da escrita, juntamente com todas as demais práticas de linguagem que ela mobiliza para sua efetivação, como ação que contribui para a expansão da consciência social dos envolvidos no processo. Isso ficou evidente pelo progresso dos sujeitos em relação à percepção da realidade, cujo avanço representou (e representa) que a consciência social se desenvolveu (e desenvolve), à medida que o ato de escrever ocorria, e, sobretudo, pela qualidade dos artigos de opinião criados no experimento didático-formativo e publicados no Blog Jovem, Fala Sério!.
Language is present in all human actions. Throughout history, it has enabled man, in addition to communicating, to apprehend knowledge already built over time, interact with others and their speeches and create statements, oral or written, present in the course of life in society. Its written modality is a technology that, when dominated by the subject, mainly enables him to become a man and to participate actively and formally in the great social and cultural dialogue. But the appropriation of the writing act does not occur in a natural way, like listening and speaking, it results from a combined process of actions that intertwine to form other speeches. That said, the core objective was to carry out a didactic-formative experiment and through which to develop a process of creating written statements of the opinion article genre in order to answer whether the practice of writing acts in the formation of social awareness for the being and acting in the world of the subject-author. This awareness, understood as the part of man in which human virtues and values are formed, results from the process of humanization and emancipation of the subject, through his own activity mediated by the uses of language. To support the work, I used three theories that complement each other: Language Philosophy (FL), whose conception takes language as social, dynamic and evolutionary in the time and space of its realization; the Historical-Cultural Theory (HCT), mainly for the construction of the material used in the didactic-formative experiment and for the execution of the process; and, finally, Argumentation Theory (TA), which, together with the Language Philosophy, was the basis for the analysis of the resources, strategies and procedures used in the creation of the argumentative genre opinion article by the subjects involved in the research. The investigation comprehended two searches: bibliographic and field. The bibliographical part was based on the theoretical dimension and consisted of discussing language from the perspective of Language Philosophy, under the contributions of Volóchinov and Bakhtin, among others; and, still, the argumentation in the speech, suggested by Perelman and Olbrechts-Tyteca, as well as by Amossy, in the New Rhetoric. The field research was based on a didactic-formative experiment carried out in the second semester of 2019, with seven high school students from a state public school in Rondônia. The data generated in the investigation resulted from the creation of opinion articles, with emphasis on the practice of language practices, such as the acts of reading, listening, speaking, discussing, writing, rewriting, among others, in achieving them. Throughout this thesis, I present and analyze, in the light of the aforementioned theories, not only the complete opinion articles written by the subjects, but how they were created, the arguments construction, the strategies and resources mobilized in order to persuade readers, always in order to find out if the process of creating the statements acted to form the social consciousness of those who produced them. As a result of the analyzed data, the development of writing is indicated, along with all other language practices that it mobilizes for its effectiveness, as action that contributes to the expansion of social awareness of those involved in the process. This was evident by the progress of the subjects in relation to the perception of reality, whose advance represented (and represents) that the social consciousness developed (and develops), as the act of writing occurred, and, above all, by the quality of the articles of opinion created in the didactic-formative experiment and published in Blog Jovem, Fala Sério!.

Descrição

Palavras-chave

Escrita, Gênero artigo de opinião, Sujeito, Consciência social, Writing, Gender opinion article, Subject, Social consciousness

Como citar