Caracterização genotípica de amostras de Leishmania spp. isoladas de área endêmica para Leishmaniose Visceral Canina no estado de São Paulo

Imagem de Miniatura

Data

2014-02-27

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

The canine visceral leishmaniasis (LCV), known as American visceral leishmaniasis (LVA) or kala-azar is a anthropozoonosis caused by the flagellate protozoan of the genus Leishmania, with worldwide distribution. In Brazil, the agent responsible for the disease is Leishmania (Leishmania) chagasi, transmitted by the bite of the female of the species Lutzomyia longipalpis, and the main reservoir is the domestic dog. It is a severe systemic disease, with chronic and slow course and complex diagnostic. Among the strategies for control of LVC are the canine serological survey, with the elimination of reagents dogs and different techniques can be used to diagnose this disease. Many advances have occurred in recent years, but about the tests available for diagnosis, none had 100% sensitivity and specificity. In this context, this project aimed to determine the prevalence of antibodies to L. chagasi in 164 dogs captured by the CCZ, Bauru, SP, epidemic area for LVC, to compare the techniques of indirect immunofluorescence, enzyme immunoassay (ELISA) and direct agglutination (DAT) to determine the parasite burden by PCR in real time from peripheral blood puncture, popliteal lymph node and bone marrow of animals serologically positive, and identify potential genotypic variants of Leishmania. spp. from the sequencing in order to contribute to the diagnosis of canine visceral leishmaniasis, from the analysis obtained for the different tests as well as for assessment of symptoms presented by the animals. The sensitivity shown by DAT and ELISA with IFA as the gold standard were respectively, 94% and 87%, while specificity was 28% and 93%. Of the total sample of blood, lymph node and bone marrow subjected to PCR genus and species-specific, 20 were positive only for gender, and these were sequenced and characterized, yielding cleavage bands profile and common sequences belonging to the species L.donovani complex
A leishmaniose visceral canina (LVC), conhecida como leishmaniose visceral americana (LVA) ou calazar é uma antropozoonose, causada pelo protozoário flagelado do gênero Leishmania, com ampla distribuição mundial. No Brasil, o agente responsável pela doença é a Leishmania (Leishmania) chagasi, transmitida pela picada da fêmea do flebotomínio da espécie Lutzomyia longipalpis, e o principal reservatório doméstico é o cão. É uma doença sistêmica grave, de curso lento e crônico, de diagnóstico complexo. Entre as estratégias de controle da LVC está o inquérito sorológico canino, com a eliminação dos cães reagentes, sendo que diferentes técnicas podem ser utilizadas para o diagnóstico desta enfermidade. Muitos avanços têm ocorrido nos últimos anos, mas a respeito dos testes disponíveis para o seu diagnóstico, nenhum apresenta 100% de sensibilidade e especificidade. Neste contexto, o presente projeto teve como objetivos determinar a prevalência de anticorpos para L. chagasi, em 164 cães capturados pelo CCZ de Bauru, SP, área epidêmica para LVC, comparar as técnicas de imunofluorescência indireta, ensaio imunoenzimático (ELISA) e aglutinação direta (DAT); determinar a carga parasitária pela técnica de PCR em tempo real, a partir da punção de linfonodo poplíteo e de medula óssea; e identificar possíveis variantes genotípicas de Leishmania. spp a partir do sequenciamento e genotipagem, a fim de contribuir para o diagnóstico da leishmaniose visceral canina, a partir da análise obtida nos diferentes testes, bem como pela avaliação dos sintomas apresentados pelos animais. A sensibilidade apresentada pelas provas DAT e ELISA tendo a RIFI como padrão-ouro foi respectivamente, de 94% e 87%, enquanto a especificidade foi de 28% e 93%. Do total de amostras de sangue, linfonodo e medula óssea submetidas a PCR gênero e espécie- específica, 20 foram positivas somente para gênero, e estas foram sequenciadas ...

Descrição

Palavras-chave

Cão - Doenças, Leishmaniose visceral - Diagnóstico, Leishmania - Controle, Sorologia, Serology

Como citar

COIRO, Carla Janeiro. Caracterização genotípica de amostras de Leishmania spp. isoladas de área endêmica para Leishmaniose Visceral Canina no estado de São Paulo. 2014. 67 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Faculdade de Medicina de Botucatu, 2014.