A matemática como fator de inclusão/exclusão social

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2005

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

Introdução: O Projeto EMBrasilNovo(Ensino de Matemática no Brasil Novo) visa complementar o ensino de matemática dos alunos no Bairro Brasil Novo e seus circunvizinhos da cidade de Presidente Prudente. Objetivos: Um dos principais fatores da exclusão social é a baixa escolaridade da população. Os mapas de inclusão/exclusão social de Presidente Prudente enfatizam fortemente a exclusão social que sofrem os bairros atendidos pelo Projeto EMBrasilNovo. Busca-se contribuir para a diminuição da evasão escolar através de plantões de dúvidas para alunos de 5a. até a 8a. série do Ensino Fundamental e conseqüentemente, com a exclusão social. Métodos: As crianças que apresentam dificuldades de aprendizagem da disciplina de matemática têm a disposição aulas ministradas por um discente bolsista PROEX no Projeto Bethel Mão Amiga, situado no Bairro Brasil Novo. O Projeto Bethel Mão Amiga atende 160 crianças e adolescentes entre 6 e 17 anos que estejam matriculados em uma instituição de educação básica municipal ou estadual e que residam em um dos oito bairros de atendimento do projeto, prestando serviços educativos e assistenciais. O discente (bolsista) desenvolve aulas expositivo-teóricas como forma de expor os conceitos matemáticos que são trabalhados através de atividades diferenciadas da forma tradicional em que são propostos exercícios que desafiem os alunos e motivem o interesse pela disciplina. Resultados: O Projeto EMBrasilNovo se iniciou em março deste ano e já se observa que as crianças além de melhorarem suas notas na escola, começaram a ver a matemática com uma visão diferente, em que seus desafios podem proporcionar a elas o exercício do pensar invés de usar repetições mecânicas em resolução de problemas matemáticos.

Descrição

Palavras-chave

Como citar

CONGRESSO DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA, 3., 2005, Águas de Lindólia. Anais... São paulo: PROEX; UNESP, 2005. p. 051