Efeitos da separação materna e do alcoolismo sobre a vesícula seminal e a galândula de coagulação de ratos UCh (bebedores voluntários de etanol a 10%)

dc.contributor.advisorMartinez, Francisco Eduardo [UNESP]
dc.contributor.advisorPinheiro, Patrícia Fernanda Felipe [UNESP]
dc.contributor.authorMarconsini, Fabiana [UNESP]
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual Paulista (Unesp)
dc.date.accessioned2014-06-11T19:23:01Z
dc.date.available2014-06-11T19:23:01Z
dc.date.issued2009-02-17
dc.description.abstractExperiências adversas na infância estão associadas ao abuso de álcool e de outras drogas na adolescência e na vida adulta. Crianças e adolescentes maltratados manifestam distúrbios do sistema biológico de resposta ao estresse. A exposição crônica a fatores estressantes aumenta a atividade do eixo hipotálamo-hipófise-adrenal (HHA) e, concomitantemente, reduz a atividade do eixo hipotálamo-hipófise-gônada (HHG). Assim, sabe-se que estresses sociais e ambientais produzem os efeitos deletérios na função reprodutiva. No entanto, a maior parte dos trabalhos relacionando os efeitos deletérios do estresse sobre as funções reprodutivas masculinas está direcionada para a investigação de hormônios, raros são os relatos sobre aos efeitos do estresse sobre a vesícula seminal e glândula de coagulação. Pouco é conhecido sobre a complexa relação entre o estresse, o alcoolismo e as alterações dos genitais masculinos. Considerando as linhagens de ratos UCh, o conhecimento da alteração do eixo hipotálamo-hipófise-testículo e estresse durante a seleção das linhagens UCh, despertou-se interesse na investigação do estresse neonatal sobre a vesícula seminal e glândula de coagulação destas linhagens, já que as alterações morfofisiológicas sobre os sistemas genitais masculino e feminino foram confirmadas. Além do que, muitos fatores observados no alcoólico podem ser frutos do estresse vivido precocemente, os quais podem estar potencializados ou não no homem adulto. Dessa forma, o presente trabalho propõe investigar e avaliar se há interação entre a separação materna e o alcoolismo sobre a estrutura da vesícula seminal e glândula de coagulação de ratos machos UCh. Metodologia: avaliação hormonal das concentrações plasmáticas de testosterona e corticosterona, análise estrutural, morfométrica, da proliferação celular da vesícula seminal...pt
dc.description.abstractIn childhood, traumatic experiences are associated with alcohol and other drugs dependence in adolescence and adult life. Maltreated children and teenagers display biological disturb related in response to stress. Chronic exposure to stressfull factors increases the activity of the hypothalamic-hypophyseal-adrenal (HHA) axis and also reduces the activity of the hypothalamic-hypophyseal-gonaldal (HHG) axis. Thus, it is know that social and environmental stressing factors produce impairing effects on reprodutive functions. However, the most part of studies related to the harmful effects of stress on the seminal vesicle and coagulating gland are quite rare. Little is known about the complex association among stress, alcoholism and male genital alterations. Considering the UCh rat lineage, the knowledge on its hypothalamic-hypophyseal-testicular axis alterations and the stress during UCh strain selections, there was an interest in investigating the effects of neonatal stress on the seminal vesicle and coagulating gland of this lineage, since morphophysiological alterations in both male and female genital tracts have already been reported. Futhermore, many of the factors seen in alcoholism may be a result of early stress, which can be potentialized or not in the adult man. Therefore, the present work has the purpose to investigate and evaluate whether maternal separation and the alcoholism interposes on the seminal vesicle and coagulanting gland of the UCh rats. Methods: plasmatic testosterone and corticosterone levels evaluation, morphometric analysis of the cell proliferation, p63 protein and androgen receptor immunohistochemistry. Concluded that there is an interaction between the maternal separation and ethanol consumption on the seminal vesicle and coagulating gland, acting on the HHG and HHA axis, which might it be leading to large response of the reproductionen
dc.format.extent62 f.
dc.identifier.aleph000610007
dc.identifier.capes33004064080P3
dc.identifier.citationMARCONSINI, Fabiana. Efeitos da separação materna e do alcoolismo sobre a vesícula seminal e a galândula de coagulação de ratos UCh (bebedores voluntários de etanol a 10%). 2009. 62 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Instituto de Biociências de Botucatu, 2009.
dc.identifier.filemarconsini_f_me_botib.pdf
dc.identifier.lattes1739564105219382
dc.identifier.lattes5760560970751598
dc.identifier.orcid0000-0003-1452-5708
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11449/87808
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (Unesp)
dc.rights.accessRightsAcesso aberto
dc.sourceAleph
dc.subjectReprodução humana - Aspectos biológicospt
dc.subjectVesícula seminais - Aspectos bioquímicospt
dc.subjectStress (Fisiologia)pt
dc.subjectAlcoolismopt
dc.subjectCoagulation glanden
dc.subjectMaternal separationen
dc.titleEfeitos da separação materna e do alcoolismo sobre a vesícula seminal e a galândula de coagulação de ratos UCh (bebedores voluntários de etanol a 10%)pt
dc.typeDissertação de mestrado
unesp.advisor.lattes5760560970751598[2]
unesp.advisor.orcid0000-0003-1452-5708[2]
unesp.author.lattes1739564105219382
unesp.campusUniversidade Estadual Paulista (Unesp), Instituto de Biociências, Botucatupt
unesp.graduateProgramBiologia Geral e Aplicada - IBBpt
unesp.knowledgeAreaBiologia geralpt

Arquivos

Pacote Original
Agora exibindo 1 - 1 de 1
Carregando...
Imagem de Miniatura
Nome:
marconsini_f_me_botib.pdf
Tamanho:
322.54 KB
Formato:
Adobe Portable Document Format