Vivenciar a doença: um estudo com portadores de doença renal crônica

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2015-02-23

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

The non-communicable chronic diseases are public health problems worldwide . Among these, we find the chronic kidney disease, which causes physical, psychological and social damage to the bearer. The pair treatment CKD is divided into conservative and TRS treatment. The diagnosis of a chronic disease results several changes in the individual's daily life, often accompanied by psychological disorganization and varied emotional reactions. Thus, it is considered relevant to know and approach the patient, their perception and knowledge of the disease. This study aimed to identify the perception of the patient with chronic kidney disease (stages 3 and 4) and their experience about the same. It is a qualitative research, of descriptive nature, with patients suffering from CKD who have been treated at the Nephrology Clinic of the Hospital of the Medical School of Botucatu - UNESP. Semistructured interviews were conducted, which, with the amount of people to be interviewed determined by the saturation point. In total 14 people participated, 7 women and 7 men with medical age of 59.9 years. Most of them have lived with their spouse, have had family income of up to two minimum wages and had attended to complete primary school. Although most already follow a chronic disease (diabetes and or hypertension), the most intense concern about the treatment and adherence to medical recommendations effectively occur after diagnosis of CKD that happened, on average, 6.2 years ago .The interviewees had different feelings and experiences related to the disease. The DRC initially causes mixed feelings as resentment, sadness, and fear, that in some was later transformed into a more positive attitude to face. The main changes relate to own family relationship around the sick one, in addition to dietary restrictions and physical impairment. Thus, it was observed that experience the DRC, means facing physical, psychological and social changes, requiring a great ...
As doenças crônicas, não transmissíveis são problemas de saúde pública de âmbito mundial. Dentre estas, encontra-se a doença renal crônica (DRC), que acarreta prejuízos físicos, psicológicos e sociais ao portador. O tratamento para DRC é dividido em tratamento conservador e terapia renal substitutiva (TRS). O diagnóstico de uma doença crônica pode provocar diversas mudanças no cotidiano do individuo, sendo muitas vezes acompanhado de desorganização psicológica e reações emocionais variadas. Assim, considera-se relevante conhecer e abordar o paciente, sua percepção e conhecimento sobre sua doença. Este estudo objetivou identificar a percepção do paciente com doença renal crônica (estágios 3 e 4) e sua vivência a respeito da mesma. Trata-se de pesquisa qualitativa, de cunho descritivo, com os pacientes portadores de DRC, atendidos no Ambulatório de Nefrologia do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu - UNESP. Foram realizadas entrevistas semiestruturadas, onde a quantidade de pessoas a serem entrevistadas foi determinado pelo ponto de saturação. No total participaram 14 pessoas, sendo 7 mulheres e 7 homens, com idade médica de 59,9 anos. A maioria residia com seu cônjuge, apresentava renda familiar de até dois salários mínimos e havia cursado até o ensino fundamental completo. Apesar da maioria já apresentar uma doença crônica (diabetes mellitus e ou hipertensão arterial sistêmica), a preocupação mais intensa com o tratamento e a adesão às recomendações médicas ocorreram efetivamente após o diagnóstico da DRC que se deu, em média, há 6,2 anos. Os entrevistados apresentaram diferentes sentimentos e vivencias relacionados a doença. A DRC ocasiona inicialmente um misto de sentimentos como revolta, tristeza, e medo, que em alguns se transforma posteriormente em uma postura mais positiva para o enfrentamento. As principais mudanças relatadas dizem respeito à própria...

Descrição

Palavras-chave

Insuficiencia renal cronica, Serviços de saude, Rins - Doenças, Doentes - Psicologia, Kidneys - -Diseases

Como citar

SOUZA, Karen Susanne e. Vivenciar a doença: um estudo com portadores de doença renal crônica. 2015. 79 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Faculdade de Medicina de Botucatu, 2015.