CARACTERÍSTICAS E MEDIDAS ULTRASSONOGRÁFICAS DO BAÇO DE CÃES E GATOS FILHOTES HÍGIDOS

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2016-12-01

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Federal de Goiás

Resumo

Abstract The aim of the study was to analyze and compare the characteristics and ultrasound measurements of the spleen of healthy puppies and kittens, establishing normal standards and landmarks. We used 15 healthy male dogs and 15 healthy male cats, mixed breed and average age of six months. They were divided into two groups: G1 with 15 puppies with an average weight of 3 kg and G2 with 15 kittens with an average weight of 2 kg. The animals underwent ultrasound examination of the spleen for visualization of internal characteristics and measurement of the organ. The structural characteristics was analyzed and compared between the two species through the images obtained in the exam. The measurements were compared statistically using the SPSS program, with analysis of variance (ANOVA) followed by Tukey test (P ˂ 0.05). In both groups, we observed the splenic artery showed smaller diameter than the splenic veins. In puppies and kittens, the echotexture was visualized homogeneous and finely granular. The puppy's spleen tends to be bigger in length (6.87 ± 0.03 cm) and width (5.95 ± 0.07 cm) in relation to spleen length (4,53 ± 0,02 cm)) and width (4.55 ± 0.04) in kittens. We concluded there is no difference of echotexture and splenic echogenicity between puppies and kittens, and the spleen of puppies showed bigger dimensions than in kittens.
Resumo O objetivo do estudo foi analisar e comparar as características e as mensurações ultrassonográficas do baço entre cães e gatos filhotes hígidos, estabelecendo padrões de normalidade e valores de referência. Foram utilizados 15 cães e 15 gatos machos hígidos, raça mista e idade média de seis meses. Os mesmos foram divididos em dois grupos, sendo grupo G1 com 15 cães filhotes com peso médio de 3 kg e grupo G2 com 15 gatos filhotes com peso médio de 2 kg. Os animais foram submetidos ao exame ultrassonográfico do baço para visibilização das características internas e mensuração do órgão. As características estruturais ultrassonográficas do baço foram analisadas e comparadas entre as duas espécies de forma descritiva por meio de imagens obtidas no exame. As mensurações foram comparadas estatisticamente usando-se o programa SPSS®, com análise de variância (ANOVA), seguido do Teste de Tukey (P ˂ 0,05). Em ambos os grupos, foi observado que as artérias esplênicas apresentaram menor diâmetro luminar em relação às veias esplênicas. Nos cães e gatos filhotes, a ecotextura foi visibilizada homogênea e finamente granular. O baço dos cães filhotes tende a ser maior em comprimento (6,87 ± 0,03 cm) e largura (5,95 ± 0,07 cm) em relação ao comprimento (4,53 ± 0,02 cm) e largura (4,55 ± 0,04) nos gatos filhotes. Concluiu-se que não existe diferença de ecotextura e ecogenicidade esplênica entre o cão filhote e gato filhote e o baço dos cães filhotes apresentrou dimensões maiores, em comprimento e largura, em relação aos gatos filhotes.

Descrição

Palavras-chave

echogenicity, size, small animals, spleen, ultrasound, baço, ecogenecidade, mensuração pequenos animais, ultrassom

Como citar

Ciência Animal Brasileira. Universidade Federal de Goiás, v. 17, n. 4, p. 633-639, 2016.

Coleções