Detecção das metaloproteinases-2 e -9 no plexo coróide e no liquor de cães naturalmente infectados por Leishmania chagasi

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2009-11-09

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

A leishmaniose visceral canina, causada pelo protozoário Leishmania (Leishmania) chagasi, é uma doença de grande ocorrência principalmente na América Latina. A caracterização das lesões sistêmicas associadas à infecção pelo parasita tem sido amplamente estudada, entretanto, poucos autores elucidam a patogenia na forma nervosa. Com o objetivo de compreender melhor os mecanismos envolvidos na inflamação do sistema nervoso central de cães naturalmente infectados por L. chagasi, amostras de liquor e plexo coróide foram colhidas e submetidas à zimografia para a detecção de metaloproteinases (MMPs). Amostras do plexo coróide e liquor de cães sadios foram avaliadas como controle. Os géis de zimograma foram analisados quanto à presença e atividade proteolítica das metaloproteinases -2 e -9. Formas inativas das proteases foram detectadas no plexo coróide, sendo que o Grupo de animais positivos não diferiu do negativo. No liquor foram encontradas formas ativas e inativas das MMPs-2 e -9 e a atividade proteolítica das mesmas diferiu entre os Grupos positivo e negativo. A MMP-2 teve maior detecção nos animais negativos e a MMP-9 nos positivos. O aumento da MMP- 9 no liquor dos cães doentes representa seu possível envolvimento na patogenia das lesões encefálicas ao ocasionarem o rompimento das barreiras hematoencefálica e/ou hematoliquórica, permitindo a passagem de células e proteínas envolvidas no processo inflamatório
Canine visceral leishmaniasis, caused by the protozoan Leishmania (Leishmania) chagasi, is a disease with high occurrence in Latin America. The characteristics of the systemic lesions related to the infection have been widely studied, but few studies clarify the disease on a neurological aspect. With the aim of a better understanding of the inflammation mechanisms within the central nervous system of dogs naturally infected by L. chagasi, some samples of cerebrospinal fluid and choroid plexus were collected and submitted to zymography to detect metalloproteinases (MMPs). Samples of choroid plexus and cerebrospinal fluid from healthy dogs were evaluated as control. The zymogram gels were analysed taking into account the presence and the proteolytic activity of metalloproteinase -2 and -9. Inactive forms of the proteases were detected in the choroid plexus, and the group of positive animals did not differ from negative ones. In the cerebrospinal fluid, active and inactive forms of MMP-2 and -9 were found, and their proteolytic activity differed between negative and positive groups. MMP-2 had higher detection in the negative animals and MMP-9 in the positive ones. The increasing of MMP-9 in the cerebrospinal fluid of infected dogs represents its possible involvement in the brain injuries, by causing the disruption of blood-cerebrospinal fluid barrier and/or blood-brain-barrier, allowing the passage of cells and proteins involved in inflammation process

Descrição

Palavras-chave

Barreira hematoencefalica, Leishmaniose, Metaloproteinase 2 da matriz, Metaloproteinase 9 da matriz, Leishmaniose visceral, Matrix Metalloproteinase 2, Matrix Metalloproteinase 9, Leishmaniasis

Como citar

MARANGONI, Natalia Ribeiro. Detecção das metaloproteinases-2 e -9 no plexo coróide e no liquor de cães naturalmente infectados por Leishmania chagasi. 2009. 60 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Odontologia e Curso de Medicina Veterinária, 2009.