Dispersão de machos de Diatraea saccharalis (Fabricius) (Leipdoptera: Crambidae) em cana-de-açúcar

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2010-02-22

Orientador

Fernandes, Odair Aparecido

Coorientador

Pós-graduação

Agronomia (Entomologia Agrícola) - FCAV

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Tipo

Dissertação de mestrado

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (português)

A broca-da-cana, Diatraea saccharalis (Fabr.), é a uma das pragas mais importantes da cana-de-açúcar no Brasil. Para o sucesso na utilização de plantas geneticamente modificadas visando o controle deste inseto, faz-se necessário conhecer sua dispersão. Estudos da dinâmica de vôo também podem ajudar na compreensão do comportamento do inseto, e de suas interações ecológicas. O estudo da dispersão de D. saccharalis foi possível através da marcação, liberação e captura dos machos adultos. A marcação foi realizada por meio da incorporação de corante lipossolúvel à dieta das larvas. As armadilhas de feromônio foram dispostas nos talhões de cana-de-açúcar nos sentidos norte, sul, leste e oeste, circundando o ponto de liberação. Os resultados obtidos mostram que mais de 45 % dos machos marcados capturados permaneceram nas áreas mais próximas ao ponto de liberação. Fatores climáticos como a temperatura, umidade relativa, velocidade do vento e precipitação não interferem decisivamente na captura dos machos liberados e dos machos do campo. A direção do vento exerce um papel fundamental na dispersão de D. saccharalis, uma vez que a maioria dos insetos voou a favor do vento. O modelo mais adequado para explicar a relação entre a distância de vôo e o número de indivíduos capturados é dado por y = a2/(1+(2a1,8bx))2,6. Com isso, para o manejo de resistência de D. saccharalis em cultivos de cana-de-açúcar geneticamente modificada expressando proteínas de Bacillus thuringiensis Berliner, deve se manter no máximo 800 m de distância entre as áreas de refúgio

Resumo (inglês)

The sugarcane borer, Diatraea saccharalis (Fabr.), is one of the most important sugarcane pests in Brazil. For a successful utilization of genetically modified crops aiming at the control of this insect, it is necessary to know its dispersal. Studies of flight dynamics can also help understand the insect’s behavior and its ecological interactions. The study of D. saccharalis dispersal was possible through labeling, releasing and capturing adult males. Labeling was performed by incorporating oil soluble dyes into the larval diet. The pheromone traps were placed in a sugarcane field following the cardinal directions (North, South, East, West) around the release site. The results showed that more than 45 % of the labeled males were captured closer to the release site. Climatic factors such as temperature, relative humidity, wind speed and rain do not affect decisively in the release or wild males capture. The wind direction is important in D. saccharalis dispersal, once the majority of insects flew towards the wind. The most adequate model to explain the relationship between flight distance and number of captured insects is y = a2/(1+(2a1,8bx))2,6. Thus, for resistance management of D. saccharalis in genetically modified sugarcane expressing Bacillus thuringiensis Berliner proteins, the refugia sites should be kept at most 800 m apart

Descrição

Idioma

Português

Como citar

CAIXETA, Daniel Ferreira. Dispersão de machos de Diatraea saccharalis (Fabricius) (Leipdoptera: Crambidae) em cana-de-açúcar. 2010. iv, 48 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, 2010.

Itens relacionados

Financiadores