Efeito da fibra em detergente neutro fisicamente efetiva e fibra em detergente neutro indigestível sobre o comportamento ingestivo de bovinos de corte confinados

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2022-07-21

Autores

Franceschi, Aniele Baracioli

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

O estudo foi conduzido no Livestock Research Building da University of Saskatchewan (Saskatoon, SK, Canadá), com o objetivo de avaliar o efeito da fibra em detergente neutro fisicamente efetiva (FDNfe) e da fibra em detergente neutro indigestível (FDNi) sobre o comportamento ingestivo de bovinos de corte alimentados com dietas contendo alta energia. Seis novilhas Simental (667,8 ± 28,4 kg) foram usadas em um quadrado latino 3 × 3 replicado (períodos de 21 dias) balanceado para efeitos de carry-over. Dietas foram formuladas para fornecer tratamentos com: 1) baixo FDNfe e baixo FDNi (100% de grãos de cevada, suplemento mineral e ureia; 0% de forragem); 2) baixo FDNfe com alto FDNi (90% de grãos de cevada, suplemento mineral e ureia, 10% palha de trigo peletizada); ou 3) alto FDNfe com alto FDNi (90% de grãos de cevada, suplemento mineral e ureia, 10% palha de trigo picada). O comportamento ingestivo foi analisado usando câmeras de vídeo digital nos dias 14 ao dia 17 de cada período experimental; uma câmera para três baias foi usada e as atividades dos animais foram registradas a cada dois minutos durante 96 horas. Não foi observado efeito (P = 0,93) dos tratamentos para consumo de matéria seca (CMS). Animais alimentados com palha de trigo peletizada e palha de trigo picada tiveram maior consumo de FDN (P < 0,001) e FDNi (P < 0,001) comparados aos que consumiram 0% de forragem. Bovinos alimentados com 0% de forragem apresentaram maior tempo em ócio (P < 0,001) quando comparado aos alimentados com palha de trigo peletizada e picada. Animais alimentados com palha de trigo picada apresentaram maior tempo em ruminação (P < 0,001) do que os alimentados com 0% de forragem. Bovinos alimentados com palha de trigo picada apresentaram maior (P < 0,001) tempo em alimentação comparado aos que foram alimentados com palha de trigo peletizada e 0% de forragem. Animais alimentados com palha de trigo picada apresentaram maior número de refeições (P = 0,005) comparado aos alimentados com 0% de forragem. Bovinos alimentados com 0% de forragem apresentaram maior CMS por refeição (P = 0,008) comparado aos alimentados com palha de trigo peletizada e palha de trigo picada. Animais alimentados com 0% de forragem tiveram menor taxa de alimentação da matéria seca (MS; P = 0,03) comparado aos alimentados com palha de trigo picada. Bovinos alimentados com palha de trigo picada tiveram maior taxa de ruminação da MS (P < 0,001) comparado aos alimentados com palha de trigo peletizada e 0% de forragem. Sendo assim, pode-se concluir que o FNDfe e FDNi afetou o comportamento ingestivo de bovinos de corte alimentados com dietas contendo alta energia. Os resultados do presente estudo sugerem ainda que o uso de FDNfe foi mais eficaz do que FDNi para estimular a ruminação e pode fornecer informações úteis sobre a inclusão de FDN ao avaliar a adequação de fibra na formulação de dietas para bovinos de corte confinados.
The study, conducted at Livestock Research Building at the University of Saskatchewan (Saskatoon, SK, Canada) was designed to evaluate the effects of physically effective neutral detergent fiber (peNDF), and undigested neutral detergent fiber (uNDF) on eating behavior for finishing cattle. Six Simmental heifers (667.8±28.4 kg) were used in a replicated 3×3 Latin square (21-d periods) balanced for carry-over effects. Barley grain-based diets were formulated to provide treatments with: low peNDF and low uNDF (100% barley grain and supplement, and 0% straw); low peNDF but high uNDF (90% barley grain, supplement, and urea, and 10% pelleted straw); or high peNDF with high uNDF (90% barley grain, supplement, and urea, and 10% chopped straw). Eating behavior was analyzed using a digital video camera from day 14 to day 17 of each experimental period; one camera for three pens was used. Animals’ activities were recorded, every two minutes during 96 h. Treatment did not affect dry matter intake (P = 0.93). Heifers fed pelleted wheat straw and chopped wheat straw had greater NDF (P < 0.001) and uNDF (P < 0.001) compared to heifers fed 0% forage. Cattle fed 0% forage spent more (P < 0.001) time resting when compared to those fed pelleted and chopped wheat straw. Animals fed chopped wheat straw spent more (P < 0.001) time ruminating than those fed 0% forage. Heifers fed chopped wheat straw spent more (P < 0.001) time eating compared to those fed pelleted wheat straw and 0% forage. Animals fed chopped wheat straw had greater meals per day (P = 0.005) compared to those fed 0% forage. Cattle fed 0% forage had greater DMI per meal (P = 0.008) compared to those fed pelleted wheat straw and chopped wheat straw. Heifers fed 0% forage had lower (P = 0.03) eating rate of dry matter (DM) compared to those fed chopped wheat straw. Cattle fed chopped wheat straw had greater (P < 0.001) rumination rate of DM compared to those fed pelleted wheat straw and 0% forage. Thus, either peNDF and uNDF affected eating behavior of beef cattle fed diets containing high energy. The results of the present study further suggest that the use of peNDF was more effective than uNDF to stimulate rumination and may provide useful information over NDF inclusion when evaluating fiber adequacy of finishing diets.

Descrição

Palavras-chave

Comportamento ingestivo, Bovinos de corte, FDNfe, FDNi, Eating behavior, Finishing cattle, peNDF, uNDF

Como citar