O Afeganistão: entre um território, as territorialidades e um Estado-nação

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2023-12-21

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

O Afeganistão, em sua história, se apresenta como um território de difícil definição. Suas particularidades dificultam uma precisão nas análises realizadas. Seu histórico de organização governamental não reflete o interesse dos seus líderes em formar uma unidade nacional ou fortalecer uma centralidade estatal. Diante desse cenário, é possível pensar: o Afeganistão seria um Estado-nação ou um território ocupado? Para realizar essa pesquisa, foram utilizados textos, livros e dissertações que acompanham a formação do Afeganistão até os dias atuais. Além disso, pesquisas que divulgam a realidade afegã atualmente foram fontes valiosas para norteamento da investigação. O conceito de Estado falido integrou a pesquisa apresentando uma nova forma de enxergar a situação do Afeganistão. Para além disso, o exame das relações estabelecidas por meio de ocupações, intervenções ou trocas foram explorados para permitir a nomeação de responsáveis para a situação afegã, com ênfase para a prepotência dos EUA e os resultados inegáveis na realidade do Afeganistão.
Afghanistan, in its history, is a difficult territory to define. Its particularities make it difficult to do precise analysis. Its history of government organization does not reflect the interest of its leaders to form a national unity or reinforce the centrality of the state. Before this panorama, it is worth asking: is Afghanistan a nation-state or an occupied territory? To carry out this research, we have turned to texts, books, and dissertations that follow the information about Afghanistan to the present. Furthermore, research that reveals the current reality of Afghanistan has been a valuable resource to guide the research. The concept of a failed state was part of the research, presenting a new way of seeing the situation in Afghanistan. In addition, the examination of the relationships established through occupations, interventions, or exchanges to be able to point out those responsible for the Afghan situation, emphasizes the arrogance of the United States and the undeniable results in the reality of Afghanistan.
Afganistán, en su historia, es un territorio difícil de definir. Sus particularidades dificultan un análisis preciso. Su historia de organización gubernamental no refleja el interés de sus dirigentes por formar una unidad nacional o reforzar la centralidad del Estado. Ante este panorama, cabe preguntarse: ¿es Afganistán un Estado-nación o un territorio ocupado? Para llevar a cabo esta investigación, hemos recurrido a textos, libros y disertaciones que siguen la formación de Afganistán hasta la actualidad. Además, las investigaciones que dan a conocer la realidad actual de Afganistán han sido una fuente valiosa para orientar la investigación. El concepto de Estado fallido formó parte de la investigación, presentando una nueva forma de ver la situación en Afganistán. Además, se exploró el examen de las relaciones establecidas a través de ocupaciones, intervenciones o intercambios para poder señalar a los responsables de la situación afgana, haciendo hincapié en la prepotencia de EE.UU. y los innegables resultados en la realidad de Afganistán.

Descrição

Palavras-chave

Afeganistão, Afghanistan, Afganistán, Território, Estado-nação, Territory, Nation-state, Territorio, Estado-nación

Como citar