Avaliações dos tecidos hidrorrepelentes de equipamentos de proteção individual após usos e lavagens em condições de campo

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2010-06-07

Orientador

Neto, Joaquim Gonçalves Machado

Coorientador

Pós-graduação

Agronomia (Entomologia Agrícola) - FCAV

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Tipo

Dissertação de mestrado

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (português)

O controle químico, por meio de aplicações de agrotóxicos, destaca-se no combate aos organismos danosos às culturas agrícolas. Devido à toxicidade dos agrotóxicos, qualquer atividade onde se utiliza do controle químico, existe o risco de intoxicação dos trabalhadores e, portanto, há a necessidade de se adotar medidas de segurança. Acredita-se que os trabalhadores não estão convenientemente protegidos do risco de intoxicação com os Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) confeccionados no país, por que ainda não têm a eficiência e a vida útil avaliadas em ensaios de laboratório ou de campo. Desta forma, objetivou-se avaliar com o procedimento da norma F 2130 da ASTM a eficiência dos tecidos hidrorrepelentes, em condições de laboratório, dos conjuntos de EPIs Bege Cru (100% algodão) e Camuflado (69% algodão/31% poliamida), usados por trabalhadores em pulverizações de agrotóxicos em culturas de cana-de-açúcar e de citros sem e com 5, 10, 20 e 30 usos e lavagens, e avaliar o uso da combinação da técnica de fotomicrografia dos tecidos com a técnica de análise de imagem quantitativamente, por meio das porcentagens de fibras e de poros dos tecidos para explicar as variações de repelência, retenção e penetração dos agrotóxicos nos materiais dos tecidos sem e após dez usos e lavagens. O tecido do conjunto Camuflado é mais eficiente que o do conjunto Bege Cru na proteção às formulações Supera SC® (hidróxido de cobre) e Roundup Original CS® (glyphosate). A combinação das técnicas de fotomicrografia e de quantificação percentual da porosidade por meio de software é adequada para avaliar a desorganização da estrutura física dos tecidos após usos e lavagens. A estrutura da porosidade do tecido do conjunto Camuflado não é alterada, mas a do tecido Bege Cru é alterada após os dez usos e lavagens em condições de campo

Resumo (inglês)

Chemical control by spraying of pesticides, stands in combating organisms that damage agricultural crops. There is the risk of occupational poisoning in any activity where chemistry control is used for prevention and treatment of the agricultural crops, and it is necessary to adopt security measures. It is believed that workers are not satisfactorily protected from the risk of poisoning, because the Personal Protective Equipment (PPE) made in Brazil does not have its efficiency and life cycle adequately evaluated in laboratory or field testing. Stated thus, the present study has aimed to evaluate, by the procedure of F 2130 standard of ASTM, the efficiency of hidrorrepelent clothes, under laboratory conditions, from the sets of EPIs Bege Cru (100% cotton) and Camuflado ( 69% cotton / 31% polyamide), that were used by workers in activities of spraying of sugar cane and citrus crops with and without 5, 10, 20 and 30 uses and laundering, and to evaluate the use of a combination of the photomicrographs technical of clothes with the quantitative technique of image analysis, by the percentages of fibers and pores of the clothes to explain the variations of repellency, retention and penetration of pesticides in the clothes without and after ten uses and washes. It was concluded that the Camuflado cloth is more efficient than the Bege Cru, in both formulations of product crop protection used in laboratory tests with the application of the ASTM standard F2130. The combination of the techniques of photomicrography and quantifying the percentage of porosity by the software is suitable for evaluating disorganization of the physical structure of the clothes after using and washing.It was also concluded through the study that the porosity of Camuflado cloth (cotton/nylon) has not changed its structure after ten washes, however Bege Cru cloth (cotton) was altered

Descrição

Idioma

Português

Como citar

CARVALHO, Giorge França Gomes de. Avaliações dos tecidos hidrorrepelentes de equipamentos de proteção individual após usos e lavagens em condições de campo. 2010. xvii, 56 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, 2010.

Itens relacionados