Efeitos da cultura da cevada e de períodos de controle sobre o crescimento e produção de sementes de Raphanus sativus L.

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

1997-01-01

Orientador

Coorientador

Pós-graduação

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Sociedade Brasileira da Ciência das Plantas Daninhas

Tipo

Artigo

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (português)

Este experimento teve por objetivo avaliar os efeitos da cultura da cevada e de períodos de controle das plantas daninhas sobre o crescimento e produção de sementes de Raphanus sativus. Foram considerados dois tratamentos testemunha sem controle das plantas daninhas, com e sem a cultura. Nos oito demais tratamentos, a cultura esteve sempre presente, controlando-se as plantas daninhas até 10, 20, 30, 40, 50, 60, 80 e 100 dias após a emergência da cevada. A comunidade infestante da área era composta quase exclusivamente por R. .sativus. Avaliou-se o número de plantas, acúmulos de matéria seca, número médio de frutos e sementes de nabiça por planta e por unidade de área ; foram ainda avaliados o número médio de sementes por fruto, peso médio de 1.000 sementes e a contribuição das sementes na composição da matéria se catota. A análise dos resultados evidenciou que a espécie Raphanus sativus apresenta elevado potencial reprodutivo, sendo possível concluir pela ineficiência de programas de controle de curta duração, em termos de redução do banco de sementes. A presença da cultura da cevada reduziu tanto o crescimento quanto o número de sementes produzidas pela nabiça (R. sativus). Na ausência da cultura e de práticas de controle foram produzidas 5.074 sementes/m, a partir de 125 plantas/m ainda presentes na colheita da cultura.

Resumo (inglês)

The objective of this research was to evaluate the effects of barley and weed control periods on the seed production and growth of Raphanus sativus, the major weed in the experimental area. The experiment was carried out in Botucatu, SP, Brazil. Two checks, with and without the crop, were kept weedy from seeding to harvest. In other eight treatments the crop was kept weed free up to 10, 20, 30, 40, 50, 60, 80 and 100 days after emergence. It were evaluated the number of plants, the dry matter accumulation and the number of fruits and seeds per plant and per m2, the weight of 1.000 seeds and the percent of the seeds in the total dry matter accumulation. Raphanus sativus showed a high reproductive potential, producing 5. 074 seed s/m2 if kept without control in the absence of the crop. Barley reduced the growth and the seed production of R. sativus. To reduce de seed production to values lower than the population density of the R. sativus in the checks, the weed should be controlled up to 30-100 days after crop emergence.

Descrição

Idioma

Português

Como citar

Planta Daninha. Sociedade Brasileira da Ciência das Plantas Daninhas , v. 15, n. 2, p. 97-103, 1997.

Itens relacionados

Financiadores