Trilhas para a Educação Escolar Quilombola: uma década de Diretrizes Curriculares Nacionais e as pesquisas em Ensino de Ciências

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2024-02-29

Orientador

Talamoni, Ana Carolina Biscalquini

Coorientador

Pós-graduação

Educação para a Ciência - FC 33004056079P0

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Tipo

Dissertação de mestrado

Direito de acesso

Acesso restrito

Resumo

Resumo (português)

Esse trabalho nasce de múltiplos movimentos, um deles é contribuir com àquelas pessoas que possam se interessar por entender o cenário da educação escolar quilombola em sua interface com o ensino de ciências e biologia. O quilombo é uma forma de organização do povo preto, uma das formas com as quais a comunidade negra da diáspora brasileira resiste no Brasil. Quilombo é povoada, povoada preta, que contribuiu imensamente com as lutas e reivindicações dos povos pretos que não são recentes. Dentre as diversas demandas sociais do povo preto a educação sempre se fez presente, já que foi um direito há muito negado. A educação escolar quilombola é definida nas Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Escolar Quilombola como uma educação constituída por uma pedagogia própria que reconhece e valoriza a identidade cultural e o modo de vida de cada comunidade. O objetivo principal dessa modalidade é promover a superação das desigualdades educacionais, valorizar a história e a cultura quilombola e combater toda e qualquer forma de discriminação racial, de gênero, sexual e de qualquer outra ordem. Direciono meus esforços a tecer uma trama onde são mapeadas e analisadas as demandas emergentes nas pesquisas brasileiras disponíveis no Catálogo de Teses e Dissertações da Fundação Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, na Biblioteca Digital Brasileira de Teses e Dissertações do Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia e dos eventos mais expressivos na área do ensino de ciências e biologia (ENEBIO, EREBIO e ENPEC). Para isso, utilizo a Análise de Conteúdo de Bardin para a construção deste Estado do Conhecimento. Seguindo as trilhas metodológicas da pesquisa, elenquei o total de 19 trabalhos, constituindo o corpus da pesquisa, na bibliografia categorizada, utilizando os mesmo para a bibliografia propositiva. A partir destas etapas analíticas, elaborei 3 categorias de análise sobre as temáticas centrais: Ciência, Tecnologia e Ambiente (Educação Ambiental, Ensino de Ciências da Natureza, Ciência, Tecnologia e Sociedade e Estado da Arte); Educação e Diferença (Conhecimentos e Saberes Tradicionais, Educação para as Relações Étnico-Raciais, Interculturalidade, Etnobotânica, Multiculturalidade e Memória Biocultural); e, Práticas Pedagógicas e Currículo (Currículo, Prática Docente, Livro Didático e Lei 10.639/03). É notável que os trabalhos presentes no corpus dessa pesquisa demonstram, a partir das temáticas abordadas e dos caminhos metodológicos trilhados, uma relação intrínseca com processos educacionais e ações que se direcionam para um Sul antirracista, almejando reparar e combater o racismo estrutural e os efeitos do colonialismo no campo e no ‘gramado’ da educação.

Resumo (espanhol)

Este trabajo nace de múltiples movimientos, uno de ellos es contribuir con aquellas personas que puedan interesarse por comprender el escenario de la educación escolar quilombola en su interfaz con la enseñanza de ciencias y biología. El quilombo es una forma de organización del pueblo negro, una de las formas con las que la comunidad negra de la diáspora brasileña resiste en Brasil. Quilombo es un lugar poblado, poblado por negros, que ha contribuido inmensamente a las luchas y reivindicaciones de los pueblos negros que no son recientes. Entre las diversas demandas sociales del pueblo negro, la educación siempre estuvo presente, ya que fue un derecho negado durante mucho tiempo. La educación escolar quilombola se define en las Directrices Curriculares Nacionales para la Educación Escolar Quilombola como una educación constituida por una pedagogía propia que reconoce y valora la identidad cultural y el modo de vida de cada comunidad. El objetivo principal de esta modalidad es promover la superación de las desigualdades educativas, valorar la historia y la cultura quilombola y combatir toda y cualquier forma de discriminación racial, de género, sexual y de cualquier otra índole. Dirijo mis esfuerzos a tejer una trama donde se mapean y analizan las demandas emergentes en las investigaciones brasileñas disponibles en el Catálogo de Tesis y Disertaciones de la Fundación Coordinación de Perfeccionamiento de Personal de Nivel Superior, en la Biblioteca Digital Brasileña de Tesis y Disertaciones del Instituto Brasileño de Información en Ciencia y Tecnología y de los eventos más expresivos en el área de enseñanza de ciencias y biología (ENEBIO, EREBIO y ENPEC). Para ello, utilizo el Análisis de Contenido de Bardin para la construcción de este Estado del Conocimiento. Siguiendo los caminos metodológicos de la investigación, enumeré un total de 19 trabajos, constituyendo el corpus de la investigación, en la bibliografía categorizada, utilizando los mismos para la bibliografía propositiva. A partir de estas etapas analíticas, elaboré 3 categorías de análisis sobre las temáticas centrales: Ciencia, Tecnología y Medio Ambiente (Educación Ambiental, Enseñanza de Ciencias de la Naturaleza, Ciencia, Tecnología y Sociedad y Estado del Arte); Educación y Diferencia (Conocimientos y Saberes Tradicionales, Educación para las Relaciones Étnico-Raciales, Interculturalidad, Etnobotánica, Multiculturalidad y Memoria Biocultural); y, Prácticas Pedagógicas y Currículo (Currículo, Práctica Docente, Libro Didáctico y Ley 10.639/03). Es notable que los trabajos presentes en el corpus de esta investigación demuestran, a partir de las temáticas abordadas y los caminos metodológicos recorridos, una relación intrínseca con procesos educativos y acciones que se dirigen hacia un Sur antirracista, con el objetivo de reparar y combatir el racismo estructural y los efectos del colonialismo en el campo y en el 'césped' de la educación.

Resumo (inglês)

This work is born from multiple movements, one of which is to contribute to those people who may be interested in understanding the scenario of quilombola school education at its interface with science and biology teaching. Quilombo is a form of organization of the black people, one of the ways in which the black community of the Brazilian diaspora resists in Brazil. Quilombo is a populated, black populated place, which has contributed immensely to the struggles and demands of black people that are not recent. Among the various social demands of black people, education has always been present, since it was a right that was long denied. Quilombola school education is defined in the National Curriculum Guidelines for Quilombola School Education as an education constituted by a pedagogy of its own that recognizes and values the cultural identity and way of life of each community. The main objective of this modality is to promote the overcoming of educational inequalities, to value the history and culture of quilombolas and to combat any and all forms of racial, gender, sexual and any other kind of discrimination. I direct my efforts to weave a plot where the emerging demands in Brazilian research available in the Catalog of Theses and Dissertations of the Coordination for the Improvement of Higher Education Personnel Foundation, in the Brazilian Digital Library of Theses and Dissertations of the Brazilian Institute of Information in Science and Technology and the most expressive events in the area of science and biology teaching (ENEBIO, EREBIO and ENPEC) are mapped and analyzed. To do so, I use Bardin's Content Analysis for the construction of this State of the Knowledge. Following the methodological paths of the research, I listed a total of 19 works, constituting the research corpus, in the categorized bibliography, using the same for the proposed bibliography. From these analytical steps, I elaborated 3 analysis categories on the central themes: Science, Technology and Environment (Environmental Education, Science Teaching, Science, Technology and Society and State of the Art); Education and Difference (Traditional Knowledge and Know-How, Education for Ethnic-Racial Relations, Interculturality, Ethnobotany, Multiculturality and Biocultural Memory); and, Pedagogical Practices and Curriculum (Curriculum, Teaching Practice, Textbook and Law 10.639/03). It is noteworthy that the works present in the corpus of this research demonstrate, from the themes approached and the methodological paths followed, an intrinsic relationship with educational processes and actions that are directed towards an anti-racist South, aiming to repair and combat structural racism and the effects of colonialism in the field and on the 'lawn' of education.

Descrição

Idioma

Português

Como citar

ROSAS, Ayo Jhonatan Rodrigues. Trilhas para a Educação Escolar Quilombola: uma década de Diretrizes Curriculares Nacionais e as pesquisas em Ensino de Ciências. Orientador: Ana Carolina Biscalquini Talamoni. 2024. 162 f. Dissertação (Mestrado em Educação para a Ciência) - Faculdade de Ciências, Universidade Estadual Paulista (UNESP), Bauru, p. 165. 2024.

Itens relacionados