Persistência na lactação para vacas da raça Holandesa criadas no Estado do Rio Grande do Sul via modelos de regressão aleatória

dc.contributor.authorDorneles, Cristian Kelen Pinto
dc.contributor.authorRorato, Paulo Roberto Nogara
dc.contributor.authorCobuci, Jaime Araújo
dc.contributor.authorLopes, Jader Silva
dc.contributor.authorWeber, Tomás
dc.contributor.authorOliveira, Henrique Nunes de [UNESP]
dc.contributor.institutionUniversidade Federal de Santa Maria (UFSM)
dc.contributor.institutionUniversidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual Paulista (Unesp)
dc.date.accessioned2014-05-20T13:18:04Z
dc.date.available2014-05-20T13:18:04Z
dc.date.issued2009-08-01
dc.description.abstractForam utilizados 21.702 registros de produção de leite no dia do controle de 2.429 vacas primíparas da raça Holandesa, filhas de 233 touros, coletados em 33 rebanhos do Estado do Rio Grande do Sul, entre 1992 e 2003, para estimar parâmetros genéticos, para três medidas de persistência (PS1, PS2 e PS3) e para a produção de leite até 305 dias (P305) de lactação. Os modelos de regressão aleatória ajustados aos controles leiteiros entre o sexto e o 300o dia de lactação incluíram o efeito de rebanho-ano-mês do controle, a idade da vaca ao parto e os parâmetros do polinômio de Legendre de ordem quatro, para modelar a curva média da produção de leite da população e os parâmetros do mesmo polinômio, para modelar os efeitos aleatórios genético-aditivo direto e de ambiente permanente. As estimativas de herdabilidade obtidas foram 0,05, 0,08 e 0,19, respectivamente, para PS1, PS2 e PS3 e 0,25, para P305 sugerindo a possibilidade de ganho genético por meio da seleção para PS3 e para P305. As correlações genéticas entre as três medidas de persistência e P305, variaram de -0,05 a 0,07, indicando serem persistência e produção, características determinadas por grupos de genes diferentes. Assim, consequentemente, a seleção para P305, geralmente praticada, não promove progresso genético para a persistência.pt
dc.description.abstractThere were used 21,702 test day milk yields from 2,429 first parity Holstein breed cows, daughters of 2,031 dams and 233 sires, distributed over 33 herds in the state of Rio Grande do Sul, from 1992 to 2003. Genetic parameters for three measures of lactation persistency (PS1, PS2 e PS3) and for milk production to 305 days (P305) were evaluated. A random regression model adjusted by fourth order Legendre polynomial was used. The random regression model adjusted to test day between the sixth and the 305th lactation day included the herd-year-season of the test day, the age of the cow at the parturition effects and the order fourth Legendre polinomial parameters, for modeling the milk production average curve of the population, and parameters of the same polinomial for modeling the random additive genetic and permanent environmental effects. The estimated heritabilities were 0.05, 0.08 and 0.19, respectively to PS1, PS2 and PS3, and 0.25 to P305, suggesting the possibility of a genetic gain by selection for PS3 and P305. The genetic correlations between persistency measurements and P305 ranged from -0.05 to 0.07, suggesting being, persistency and milk yield, characteristics determined by different gene groups, and that the selection for P305, usually done, do not promote genetic progress for persistency.en
dc.description.affiliationUniversidade Federal de Santa Maria (UFSM) Departamento de Zootecnia
dc.description.affiliationUniversidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) Departamento de Zootecnia
dc.description.affiliationUniversidade Estadual Paulista Departamento de Zootecnia
dc.description.affiliationUnespUniversidade Estadual Paulista Departamento de Zootecnia
dc.description.sponsorshipCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
dc.format.extent1485-1491
dc.identifierhttp://dx.doi.org/10.1590/S0103-84782009000500028
dc.identifier.citationCiência Rural. Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), v. 39, n. 5, p. 1485-1491, 2009.
dc.identifier.doi10.1590/S0103-84782009000500028
dc.identifier.fileS0103-84782009000500028.pdf
dc.identifier.issn0103-8478
dc.identifier.lattes5593441035110683
dc.identifier.scieloS0103-84782009000500028
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11449/4315
dc.identifier.wosWOS:000268847700028
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Federal de Santa Maria (UFSM)
dc.relation.ispartofCiência Rural
dc.relation.ispartofjcr0.525
dc.relation.ispartofsjr0,337
dc.rights.accessRightsAcesso aberto
dc.sourceSciELO
dc.subjectGenetic correlationen
dc.subjectHeritabilityen
dc.subjectLegendre polynomialen
dc.subjectREML methoden
dc.subjectselection test dayen
dc.subjectCorrelação genéticapt
dc.subjectHerdabilidadept
dc.subjectmétodo REMLpt
dc.subjectpolinômio de Legendrept
dc.subjectprodução de leite no dia do controlept
dc.subjectSeleçãopt
dc.titlePersistência na lactação para vacas da raça Holandesa criadas no Estado do Rio Grande do Sul via modelos de regressão aleatóriapt
dc.title.alternativeLactation persistency for Holstein cows raised in the State of Rio Grande do Sul using a random regression modelen
dc.typeArtigo
unesp.author.lattes5593441035110683
unesp.author.orcid0000-0002-1414-4967[3]
unesp.author.orcid0000-0002-3181-1223[6]
unesp.campusUniversidade Estadual Paulista (Unesp), Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, Jaboticabalpt

Arquivos

Pacote Original
Agora exibindo 1 - 1 de 1
Carregando...
Imagem de Miniatura
Nome:
S0103-84782009000500028.pdf
Tamanho:
601.25 KB
Formato:
Adobe Portable Document Format
Licença do Pacote
Agora exibindo 1 - 2 de 2
Nenhuma Miniatura disponível
Nome:
license.txt
Tamanho:
1.71 KB
Formato:
Item-specific license agreed upon to submission
Descrição:
Nenhuma Miniatura disponível
Nome:
license.txt
Tamanho:
1.71 KB
Formato:
Item-specific license agreed upon to submission
Descrição: