Efeito de protocolos nutricionais para marmoreio sobre as características e qualidade da carne de bovinos Nelore confinados

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2022-07-11

Autores

Felizari, Luana Doretto

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

Objetivou-se com este estudo avaliar diferentes protocolos nutricionais para marmoreio, com inclusões de silagem de grãos úmidos de milho, sais cálcicos de ácidos graxos (SCAG), zinco e cromo orgânico, na dieta de bovinos Nelore confinados, ranqueados por diferença esperada na progênie (DEP) para alto e baixo marmoreio na qualidade da carne. Foram utilizados 150 animais, machos, não castrados, da raça Nelore, com peso vivo médio inicial aproximado de 404,28±23,14kg e 19 meses de idade, sendo que 30 deles (5 por Bloco) foram abatidos como referência no dia 0 do experimento. Portanto, o estudo prosseguiu com 120 animais, os quais foram alocados em 30 baias (n = 4 por baia). Todos os animais tinham pais conhecidos e desta forma estes foram divididos em grupos de alta e baixa DEP para marmorização antes de serem blocados por peso. As dietas de terminação conterão 84% de concentrado e os tratamentos foram arranjados em fatorial 2 × 2 + 1: T1) Milho moído fino; T2) Silagem de grão de milho úmido; T3) Milho moído fino + SCAG; T4) Silagem de grão úmido de milho + SCAG; e T5) Silagem de grão úmido de milho + SCAG + zinco e cromo orgânico. Foi incluso monensina sódica em todos os tratamentos na dose de 25 ppm. O estudo teve duração de 112 dias, e foram avaliadas variáveis de qualidade da carne, tais como: composição centesimal, força de cisalhamento, perda de peso por cocção, análise sensorial com consumidores, perfil lipídico, oxidação lipídica, cor, área de olho de lombo, espessura de gordura subcutânea e marmorização. Não houve efeito de tratamentos para o marmoreio. Animais de baixa DEP obtiveram maior EGS com a adição de ZnCr, diferentemente dos animais de alta DEP que aumentaram a EGS com apenas o processamento do milho (P=0,03). Houve interação entre tratamento*DEP para EGS do Biceps femoris (P<0,05), EE (P=0,03), TBARS (P=0,03), AGS (P=0,02) e AGI (P=0,04), MUFA (P<0,01), PUFA (P=0,01), n-6:n-3 (P=0,02) para a carne. Não houve diferença significativa para a FC entre os tratamentos, porém quando aumentou o tempo de maturação a carne ficou mais macia. Portanto, os fatores testados nos protocolos nutricionais não alteraram a porcentagem de gordura intramuscular do músculo Longissimus dorsi.
The objective of this study was to evaluate different nutritional protocols including high-moisture corn, rumen-protected fat, zinc and organic chromium in the diets of feedlot Nellore cattle, ranked by estimated progeny difference (EPD) as high and low marbling on meat quality. In this project, were used 150 19-mo-old Nellore bulls (404,28±23,14kg), which were blocked by EPD and by initial body weight. Thirty bulls (five per bock) were slaughtered at day 0 of the study for carcass baseline measurements. Therefore, this study was carried out with 120 Nellore bulls, which were randomly allocated into 30 pens (n=4 per pen) according to the blocking criteria just described in a 2 × 2 + 1 factorial arrangement of treatments: T1) Finely-ground corn; T2) High-moisture corn; T3) Finely-ground corn + rumen-protected fat; T4) High-moisture corn + rumen-protected fat; T5) High-moisture corn + rumen-protected fat + Zn and Cr. The finishing diets contained 84% concentrate and 25 ppm of sodium monensin. This study was last 112 days and meat quality variables were evaluated, such as: proximate composition, pH, tenderness, cooking loss, fatty acid profile, lipid oxidation, retail display, loin eye area, subcutaneous fat thickness, and marbling. There was no effect of treatments for marbling. Low EPD animals had higher backfat thickness with the addition of ZnCr, unlike high EPD animals increased backfat thickness with only corn processing (P=0,03). There was an interaction between treatments and EPD for final biceps femoris fat thickness (P<0,05), the percentage for fat (P=0,03), TBARS (P=0,03), SFA (P=0.02), Unsaturated (P=0,04), MUFA (P<0,01), PUFA (P=0,01), n-6: n-3 (P=0.02) in the meat. No differences were observed in shear force values for the different treatments (P>0,05), however, the aging time increases the tenderness. Therefore, the factors tested in the nutritional protocols did not change the percentage of intramuscular fat in the Longissimus muscle.

Descrição

Palavras-chave

Cromo, Zinco, Carne, Marmoreio, Maturação, Nelore

Como citar