Anurofauna em uma área na Depressão Periférica, no centro-oeste do estado de São Paulo, Brasil

dc.contributor.authorCosta, William Pinheiro da [UNESP]
dc.contributor.authorAlmeida, Silvio Cesar de [UNESP]
dc.contributor.authorJim, Jorge [UNESP]
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual Paulista (Unesp)
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual de Campinas (UNICAMP)
dc.date.accessioned2014-09-30T18:18:32Z
dc.date.available2014-09-30T18:18:32Z
dc.date.issued2013-04-01
dc.description.abstractA anurofauna do estado de São Paulo, nas últimas oito décadas, tem sido foco do estudo de importantes grupos de pesquisa em anfíbios anuros. Porém, pesquisas realizadas com comunidades na área da Depressão Periférica do centro-oeste paulista ainda são escassas. A fim de trazer novas informações sobre essa região, nosso objetivo foi inventariar a anurofauna de uma área na Depressão Periférica, associando os resultados com dados da literatura e confrontando os mesmos com aqueles conhecidos para a anurofauna no altiplano da Cuesta de Botucatu. O inventário foi realizado a partir dos dados obtidos em 24 dias de amostragem, decorridos 13 meses de coleta (dezembro de 2008 a dezembro de 2009). Os anuros foram amostrados em potenciais sítios reprodutivos, pelos métodos de encontro visual e busca auditiva. Foram registradas 29 espécies distribuídas em 12 gêneros e seis famílias. Apesar da maioria das espécies serem predominantemente de áreas abertas, consideramos a riqueza elevada, e associamos essa riqueza à existência dos remanescentes de mata nos interflúvios. Entretanto, apesar da presença desses remanescentes, a ocorrência de espécies associadas exclusivamente a essas áreas foi pequena, se comparada aos fragmentos no altiplano, fato que aparentemente está associado às diferenças existentes entre os fragmentos contidos nos interflúvios e os fragmentos do altiplano. A atividade dos anfíbios foi concentrada no período quente e úmido, diminuindo à medida que se aproxima o ápice da estação fria e seca. Com base na análise de similaridade, observou-se a formação de agrupamentos com alta sobreposição. Entre esses agrupamentos, destacaram-se aqueles formados por espécies com atividade de vocalização prolongada, mas que diferiram quanto ao período de maior atividade (início e final da estação chuvosa) bem como, aqueles constituídos por espécies com período de vocalização mais curto, restrito a poucos dias, e que também diferiram no mês de pico de atividade (início e final da estação chuvosa). Com isso acreditamos que as diferenças quanto à distribuição temporal dos organismos da comunidade sejam importantes na partilha de recursos e no ajuste das espécies, fato que contribuiu para o elevado número de anfíbios observados e na coexistência dos táxons na área de estudo.pt
dc.description.abstractIn the last eight decades, São Paulo state has been a center of anurans research. However, at central-west of São Paulo state, studies in Peripheral Depression (PD) communities are scarce. In order to bring new information, our objectives were surveying frogs in PD area, linking our results with other data and comparing with known results from crest of the Botucatu cuesta. The inventory was conducted during 13 months (December 2008 to December 2009), and data has obtained in 24 days sampling. The frogs were investigated in sites that anurans currently using for reproduction, by traditional field methods, based on visual-encounter survey and auditory. We recorded 29 species into 12 genera and six families. The high frog diversity was considered because this area has suffered human action. Although the most of the species has been identified in open areas, we associated this high number due to forest remnants in interfluves. Therefore, the differences between our study and others at the same region were due low number of related species on the forest environment. The absence of similar topography at PD probably was a determinant factor for the low number of species in forest habitat. The amphibian activity was higher during hot and humid period and a decrease in the cold and dry period. The most part of anurans had a restricted activity during rainy season; however, each species has its own period and peak of calling activity. The similarity results indicate the most part of higher clusters was observed between species that different requirements for habitat and microhabitat. We believe that, differences in temporal pattern distribution of organisms in the community are of great importance in sharing resources and adjusting the species in the community, which contributed to the high number of amphibians and observed the coexistence of taxa in the study area.en
dc.description.affiliationUniversidade Estadual Paulista Instituto de Biociencias Departamento de Zoologia
dc.description.affiliationUniversidade Estadual de Campinas Instituto de Biologia Departamento de Biologia Celular
dc.description.affiliationUnespUniversidade Estadual Paulista Instituto de Biociencias Departamento de Zoologia
dc.format.extent163-174
dc.identifierhttp://dx.doi.org/10.1590/S1676-06032013000200015
dc.identifier.citationBiota Neotropica. Instituto Virtual da Biodiversidade | BIOTA - FAPESP, v. 13, n. 2, p. 163-174, 2013.
dc.identifier.doi10.1590/S1676-06032013000200015
dc.identifier.fileS1676-06032013000200163.pdf
dc.identifier.issn1676-0603
dc.identifier.scieloS1676-06032013000200163
dc.identifier.scieloS1676-06032013000200015
dc.identifier.scopus2-s2.0-84882289433
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11449/109642
dc.identifier.wosWOS:000323087100016
dc.language.isopor
dc.publisherInstituto Virtual da Biodiversidade (BIOTA/FAPESP)
dc.relation.ispartofBiota Neotropica
dc.relation.ispartofjcr0.842
dc.relation.ispartofsjr0,381
dc.rights.accessRightsAcesso aberto
dc.sourceSciELO
dc.subjectanfibiospt
dc.subjectinventariopt
dc.subjectpartilha de recursospt
dc.subjectocorrencia sazonalpt
dc.subjectCuesta de Botucatupt
dc.subjectamphibiansen
dc.subjectinventoryen
dc.subjectsharing resourcesen
dc.subjectseasonal occurrenceen
dc.subjectCuesta de Botucatuen
dc.titleAnurofauna em uma área na Depressão Periférica, no centro-oeste do estado de São Paulo, Brasilpt
dc.title.alternativeAnuran fauna in a Peripheral Depression area in the middle-west of Sao Paulo State, Brazilen
dc.typeArtigo
unesp.campusUniversidade Estadual Paulista (Unesp), Instituto de Biociências, Botucatupt

Arquivos

Pacote Original
Agora exibindo 1 - 1 de 1
Carregando...
Imagem de Miniatura
Nome:
S1676-06032013000200163.pdf
Tamanho:
2.68 MB
Formato:
Adobe Portable Document Format