Vulnerabilidade natural à poluição dos recursos hídricos subterrâneos da área de Araraquara (SP)

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2004-04-08

Orientador

Cerri, Leandro Eugenio da Silva

Coorientador

Pós-graduação

Geociências e Meio Ambiente - IGCE

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Tipo

Dissertação de mestrado

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (português)

Atualmente o crescimento desordenado dos centros urbanos brasileiros tem resultado em sérios problemas ambientais. Esses problemas podem ser minimizados e/ou evitados a partir de estudos específicos no meio físico. A área de estudo de 270 Km2 abrange a zona urbana e parte da zona rural do município de Araraquara (SP), região central do Estado de São Paulo. Está inserida no contexto geológico da Bacia Sedimentar do Paraná. Ocorrem litologias das formações Botucatu, Serra Geral, Adamantina, sedimentos correlatos e sistemas aqüíferos correspondentes. A estratégia metodológica adotada nesta pesquisa foi: revisão bibliográfica; trabalhos de campo; trabalho laboratorial; integração dos dados e análise dos resultados do método de mapeamento da vulnerabilidade natural de aqüíferos (FOSTER et al., 2002). Os índices de vulnerabilidade natural das formações geológicas são: Botucatu e Serra Geral (Alta), Adamantina (Baixa a Moderada) e os sedimentos recentes (Extrema). O mapa de vulnerabilidade natural à poluição dos recursos hídricos subterrâneos da área de Araraquara (SP, 1:50.000) e o ensaio de aplicação do mapa são instrumentos que reúnem um conjunto de informações capaz de subsidiar todo tipo de intervenção antrópica no meio físico, contribuindo para as tomadas de decisões governamentais e para a elaboração de programas de políticas públicas ambientais.

Resumo (inglês)

Currently the disorientated growth of the Brazilian urban centers has resulted in serious environmental problems. These problems can be minimized and/or be prevented by specific environmental studies. The studies developed in 270 Km2 (urban and part of the rural zone) of Araraquara city (SP), located on center region of the São Paulo State. The geologic mapping of the study area is located in the NE of the Paraná Sedimentary Basin. The litoestratigrafic and aquifers systems sequence is formed by: Botucatu Formation; Serra Geral Formation; Adamantina Formation; Cenozoic sediments. The adopted methodological strategy in this research was: bibliography revision; field works; laboratorial work; integration of the data and analysis of the results of the method of mapping of the natural vulnerability of aquifer (FOSTER et al., 2002). The natural units of vulnerability are: low to moderate (Adamantina Formation); high (formations Serra Geral and Botucatu); extreme (Cenozoic sediments). The mapping of natural vulnerability to groundwater of Araraquara area (SP, 1:50.000) and the test of application of the map are instruments that congregate a group of information capable to subsidize all type of anthropogenic intervention in the environment, contributing for governmental decisions and the elaboration of public politics to environmental programs.

Descrição

Idioma

Português

Como citar

MEAULO, Fábio José. Vulnerabilidade natural à poluição dos recursos hídricos subterrâneos da área de Araraquara (SP). 2004. x, 108 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Instituto de Geociências e Ciências Exatas, 2004.

Financiadores