Decisão pelo tipo de parto: estratégia educativa para a promoção do parto vaginal

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2017-02-10

Autores

Arik, Roberta Marielle [UNESP]

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

Introdução: Atualmente, o parto é visto como procedimento hospitalar, que quando humanizado, visa proporcionar processo de parturição seguro e confortável para a mãe e o bebê. Objetivo: Apreender as percepções, experiências e expectativas de gestantes quanto ao tipo de parto, no início e término da gestação e desenvolver estratégia educativa que favoreça a promoção do parto vaginal. Método: Utilizou-se abordagem qualitativa, adotando-se, como referencial teórico de análise de dados, os pressupostos da Humanização da Assistência Obstétrica, e o referencial metodológico do Discurso do Sujeito Coletivo. A coleta de dados foi realizada entre outubro de 2015 e maio de 2016, por meio de entrevistas semiestruturadas, com 15 gestantes, em dois momentos: o primeiro, antes da 20ª semana de gestação e o segundo, após a 35ª semana. A questão norteadora utilizada foi: Fale sobre o tipo de parto que você deseja (na primeira entrevista) e, para a segunda entrevista repetiu-se esta e foram incluídas outras duas questões: Você mudou de ideia? Por quê? Resultados: As 15 participantes tinham média de idade de 27,5 anos, variando entre 18 e 37 anos; nove mulheres eram primigestas, três haviam sofrido um aborto e três realizaram cesárea em gestação anterior. Com relação à gestação atual, 13 gestantes realizaram atendimento pré-natal no serviço público, em unidades básicas de saúde e duas, no setor de saúde suplementar, em consultórios médicos privados. Todas as gestantes tinham companheiro e mais de oito anos de aprovação escolar; predominantemente eram donas de casa. Apresentam-se os dados obtidos em quatro temas: 1. Vantagens do parto vaginal sobre a cesárea; 2. Medo e Imprevisibilidade do parto vaginal; 3. Importância do médico na definição do tipo de parto e 4. Influência da família e amigos na escolha do tipo de parto. Considerações finais: À partir dos discursos, evidencia-se o conhecimento das gestantes acerca dos benefícios do parto vaginal em relação à cesariana, entretanto, emergiram destes discursos, forças contrárias em relação ao primeiro, conforme a evolução da gestação. Produto do Mestrado Profissional: A partir das principais dúvidas sobre gravidez, parto e puerpério apresentadas pelas gestantes foram desenvolvidos cartões explicativos, com conteúdo claro e conciso, a serem utilizados em atividades educativas, como um jogo de perguntas e respostas, tendo por referência, os Manuais Técnicos do Ministério da Saúde.
Introduction: Currently, childbirth is seen as a hospital procedure, which when hu-manized, aims to provide a safe and comfortable parturition process for the mother and the baby. Objective: To understand the perceptions, experiences and expecta-tions of pregnant women regarding the type of delivery at the beginning and end of pregnancy and to develop an educational strategy that favors the promotion of vagi-nal delivery. Method: A qualitative approach was adopted, adopting, as a theoretical reference of data analysis, the assumptions of the Humanization of Obstetric Care, and the methodological reference of the Discourse of the Collective Subject. Data collection was performed between October 2015 and May 2016, through semi-structured interviews, with 15 pregnant women, in two moments: the first, before the 20th week of gestation and the second, after the 35th week. The guiding question used was: Talk about the type of delivery you want (in the first interview) and for the second interview this one was repeated and two other questions were included: Have you changed your mind? Because? Results: The 15 participants had a mean age of 27.5 years, ranging from 18 to 37 years; Nine women were primigravidae, three had undergone an abortion, and three underwent caesarean section in a previous gesta-tion. Regarding the current gestation, 13 pregnant women performed prenatal care in the public service, in basic health units and two in the supplementary health sector, in private medical practices. All the pregnant women had companion and more than eight years of school approval; Predominantly housewives. The data obtained in four themes are presented: 1. Advantages of vaginal delivery on cesarean section; 2. Fear and Unpredictability of vaginal birth; 3. Importance of the physician in the defini-tion of the type of delivery and 4. Influence of the family and friends in the choice of the type of delivery. Final considerations: Based on the discourses, the knowledge of the pregnant women about the benefits of vaginal delivery in relation to the cesar-ean section is evident, however, contrary to the first, according to the evolution of gestation, emerged from these discourses. Product of the Professional Master's Degree: Based on the main doubts about pregnancy, delivery and puerperium presented by the pregnant women, explanatory cards were developed with clear and concise content to be used in educational activities, such as a question-and-answer game. Technical Manuals of the Ministry of Health.

Descrição

Palavras-chave

Gestantes, Parto, Acesso à informação, Pesquisa qualitativa, Enfermagem, Pregnant women, Childbirth, Access to information, Qualitative re-search, Nursing

Como citar