Annual characteristics of estrous activity in wool and hair ewe lambs under subtropical conditions

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2007-10-01

Autores

Rodrigues, Paula de Almeida
Coelho, Lia de Alencar
Nonaka, Keico Okino
Sasa, Aya
Vicente, Wilter Ricardo Russiano [UNESP]
Balieiro, Júlio César de Carvalho
Siqueira, Edson Ramos de [UNESP]

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade de São Paulo (USP), Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ)

Resumo

Em função do maior interesse pela ovinocultura de corte na região Sudeste do Brasil há necessidade de conhecer melhor o padrão anual da atividade reprodutiva das borregas. Esse estudo avaliou esse padrão anual em borregas deslanadas e lanadas criadas nessa região. A atividade cíclica reprodutiva foi avaliada durante 12 meses em dez borregas da raça Santa Inês e 21 borregas das raças Romney Marsh (11) e Suffolk (10). A duração dos ciclos estrais normais (14 a 19 dias) das fêmeas Santa Inês foi maior do que a duração observada nas fêmeas Romney Marsh e Suffolk (17,0 ± 0,1 dias vs. 16,5 ± 0,2 e 15,9 ± 0,2 dias). Todas as borregas apresentaram um elevado número de períodos de estros/animal/mês para ciclos estrais simples (até 26 dias) durante o outono e inverno. Houve redução desse número durante a primavera e o verão, mas esse declínio variou conforme a raça. Para as borregas Santa Inês essa redução só foi significativa no verão enquanto que para as fêmeas das raças lanadas, a redução foi significativa em ambas as estações e mais acentuada nas fêmeas Romney Marsh. As fêmeas dessa raça também apresentaram uma estação reprodutiva mais restrita do que as fêmeas Suffolk havendo uma concentração dos estros durante o outono e inverno para as fêmeas de ambas as raças. As fêmeas Santa Inês apresentaram uma distribuição equilibrada dos estros ao longo do ano embora tenha havido uma redução do número de período de estros durante o verão. As borregas das três raças apresentaram características de imaturidade sexual como ciclos estrais irregulares e ovulações silenciosas.
The increased emphasis placed on lamb production in Brazil points to the need for a better knowledge of the annual pattern of reproductive activity in ewe lambs. This study evaluates the annual estrous activity pattern of hair and wool ewe lambs raised in southeast Brazil. Estrous characteristics were recorded for 12 months in ten Santa Inês and 21 Romney Marsh and Suffolk ewe lambs. Santa Inês ewe lambs exhibited a greater length of the normal estrous cycle (14 to 19 days) than Romney Marsh and Suffolk ewe lambs (17.0 ± 0.1 days vs. 16.5 ± 0.2 and 15.9 ± 0.2 days). All the ewe lambs presented a greater number of periods of estrus per animal per month for single estrous cycles (up to 26 days) during autumn and winter. During spring and summer there was a reduction of this number but this decline varied according to the breed. For Santa Inês ewe lambs the reduction was only significant in the summer. For wool ewe lambs the reduction was significant in both seasons but was more accentuated for Romney Marsh. The Romney Marsh ewe lambs had a more restricted breeding season than Suffolk and both presented optimal estrus activity in autumn and winter. Santa Inês ewe lambs had a continuous distribution of estrous cycles along the year, although presenting a reduction in the number of estrous periods in the summer. The ewe lambs of three breeds presented characteristics of sexual immaturity, like irregular estrous cycles and silent ovulations.

Descrição

Palavras-chave

Breeds, estrous cycle, Sheep, subtropics, Seasonality, raça, ciclo estral, Ovinos, região subtropical, estacionalidade

Como citar

Scientia Agricola. São Paulo - Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz, v. 64, n. 5, p. 468-475, 2007.