Desnutrição protéico-energética no paciente gastrectomizado

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2002-03-01

Autores

Papini-Berto, Silvia Justina [UNESP]
Maio, Regiane [UNESP]
Módolo, Ana Karia
Santos, Maria Dorotéia Borges dos [UNESP]
Dichi, Isaias
Burini, Roberto Carlos [UNESP]

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Instituto Brasileiro de Estudos e Pesquisas de Gastroenterologia (IBEPEGE)
Colégio Brasileiro de Cirurgia Digestiva (CBCD)
Sociedade Brasileira de Motilidade Digestiva (SBMD)
Federação Brasileira de Gastroenterologia (FBG)
Sociedade Brasileira de Hepatologia (SBH)
Sociedade Brasileira de Endoscopia Digestiva (SOBED)

Resumo

Racional - A gastrectomia traz conseqüências nutricionais inevitáveis mas atenuáveis, dependendo da dietoterapia pós-operatória. Embora observada, essa desnutrição protéico-energética é pouco dimensionada, provavelmente, pela falta de consenso metodológico. Objetivo - Avaliar o grau de desnutrição protéico-energética do paciente gastrectomizado, utilizando-se de indicadores isolados ou combinados. Pacientes e Métodos - Foram estudados 71 pacientes com gastrectomia parcial (n = 53) ou total (n =18) em pós-operatório de 6 a 24 meses e 24-60 meses. Os dados dietéticos, composição corporal e bioquímicos foram analisados de acordo com o tipo de gastrectomia e tempo pós-operatório. Resultados - A cirurgia foi conseqüência de complicações de úlcera péptica (68%) ou a câncer gástrico (32%). A perda de peso foi referida por 70% dos pacientes, sendo maior no grupo gastrectomia total (16 ± 5 kg) do que no grupo gastrectomia parcial (10 ± 6 kg). em geral, os pacientes apresentaram déficit antropométrico, albuminemia normal e baixa ingestão calórica, sugerindo deficiência energética crônica. A redução de hemoglobina, hematócrito e ferro ocorreu em maior intensidade e mais precocemente no grupo gastrectomia total. Assim, quando se associou hemoglobina aos indicadores albumina, linfócitos circunferência do braço e prega cutânea subescapular, a prevalência de desnutrição protéico-energética foi maior e em maior intensidade do que na ausência da hemoglobina. Conclusão - A gastrectomia resultou em desnutrição protéico-energética do tipo marasmática, acompanhada de anemia, mais intensa e precoce na gastrectomia total e gradativa na gastrectomia parcial, assemelhando-se à gastrectomia total no pós-operatório tardio.
Background - Gastrectomy leads to nutritional consequences that although expected, are not usually measured due to methodological limitations. Aim - To assess the protein-energy deficiency degrees estimated by isolated or combined indicators. Patients and Methods - There were studied 71 patients, who had undergone partial (n = 53) or total (n = 18) gastrectomy in the last 6-24 months (M1) or 24-60 months (M2). The dietary intake, body composition and biochemical data were estimated and compared between groups and moments. Results - The surgeries were undertaken after complications of peptic ulcer (68%) or due to gastric cancers (32%). Weight loss was referred by 70% of patients and higher (16 ± 5 x 10 ± 6 kg) in total gastrectomy group. The patients showed anthropometric deficits along with normal albumin and low energy intake, suggesting chronic-energy deficiency. Hematocrit, hemoglobin and iron showed the most prominent reductions. Anemia was installed earlier and worsened in the total gastrectomy group. Thus, when combining hemoglobin + albumin, + total lymphocyte count + arm circumference and subscapular skinfold, the protein-energy deficiency prevalence was higher and more severe than when hemoglobin was omitted. The protein-energy deficiency occurred earlier and it was more severe in total gastrectomy patients, while in partial gastrectomy the protein-energy deficiency increased in the late post-operative period. Conclusion - The protein-energy deficiency resulted from gastrectomy is more marasmus-like coarsing with anemia, both installed earlier and severer in total gastrectomy than partial gastrectomy but ending up similarly at the late postoperatory.

Descrição

Palavras-chave

Gastrectomia, Síndromes de pós-gastrectomia, Desnutrição protéico-energética, Anemia, Gastrectomy, Postgastrectomy syndromes, Protein-energy malnutriton, Anemia

Como citar

Arquivos de Gastroenterologia. Instituto Brasileiro de Estudos e Pesquisas de Gastroenterologia - IBEPEGE Colégio Brasileiro de Cirurgia Digestiva - CBCD Sociedade Brasileira de Motilidade Digestiva - SBMD Federação Brasileira de Gastroenterologia - FBGSociedade Brasileira de Hepatologia - SBHSociedade Brasileira de Endoscopia Digestiva - SOBED, v. 39, n. 1, p. 3-10, 2002.