Inclusão de alunos surdos em Castilla-La Mancha (Espanha): reflexões para o contexto brasileiro

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2017-08-24

Autores

Schiavon, Daiane Natalia [UNESP]

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

A educação de alunos surdos é um tema muito importante em diversas discussões acadêmicas de vários países. Este caráter internacional possibilita uma perspectiva de aproximação e dialogo entre diferentes contextos. O presente estudo pretendeu investigar o sistema educativo espanhol (Castilla-La Mancha) no que diz respeito à sua organização e às práticas pedagógicas para crianças surdas que frequentam a educação infantil e primária com vistas a oferecer possibilidades de reflexão para o contexto brasileiro. O trabalho foi alicerçado em uma perspectiva metodológica de abordagem qualitativa e documental, do tipo exploratório e teve como proposta a pesquisa de campo. A pesquisa foi realizada em quatro centros educativos da província de Guadalajara (Castilla-La Mancha – ES). Os participantes foram: 5 professores Tutores, 4 professores de Audição e Linguagem, 4 professores de Pedagogia Terapêutica, 2 intérpretes, 4 orientadores, 1 responsável legal pela organização do ensino para a diversidade da Secretaria de Educação de Guadalajara, 1 responsável pela Associação de Surdos da cidade e os pais de um dos alunos surdos, perfazendo assim um total de 21 profissionais envolvidos, além dos 5 alunos surdos e dos pais de um destes alunos que se dispuseram a conceder uma entrevista. Foram realizadas entrevistas com roteiros semiestruturados com os participantes da pesquisa, observações nos quatro centros investigados e análise de documentos dos mesmos no tocante à educação especial. A partir da análise dos dados, emergiram as seguintes categorias: organização do ensino na Espanha; sobre os alunos; sobre a prática pedagógica e adaptações curriculares e sobre a linguagem. Os resultados indicaram que, no contexto espanhol, são encontradas diversas modalidades comunicativas para o surdo, porém, há a predominância da aquisição da linguagem oral, a qual está associada à utilização dos sinais da LSE e demais gestos como ferramentas para a aquisição da mesma, sendo estas consideradas alternativas complementares. Os dados revelaram que os profissionais que atuam com alunos surdos não devem assumir uma posição apriorística radical em relação a uma modalidade comunicativa, mas sim considerar as condições da criança surda e seu desenvolvimento comunicativo, cognitivo, linguístico e acadêmico. Indicaram ainda a importância de práticas pedagógicas diferenciadas e da coletividade e parceria existente entre os profissionais para planejamento e medidas efetivas para a escolarização e atendimento deste alunado. Nos dois contextos evidenciaram-se debates divergentes sobre a educação de surdos e as modalidades linguísticas utilizadas em sua escolarização. Em vista disso, consideramos a importância do equilíbrio entre os distintos posicionamentos, uma vez que o que está em questão é o desenvolvimento cognitivo e comunicativo da criança surda. Dessa forma, por meio deste estudo oportunizamos questionamentos e possibilidades de reflexão para o contexto brasileiro e perspectivas para pesquisas futuras a partir da realidade espanhola.
The education of deaf students is a very important topic in many academic discussions in several countries. This international character allows a perspective of approximation and dialogue between different contexts. This study aimed to investigate the Spanish educational system in relation to its organization and inclusive pedagogical practices for deaf children enrolled in primary and secondary education in Guadalajara (Castilla-La Mancha / ES) and relate the investigated reality with research results in the Brazilian context thinking about the possibilities and questions for the same context. To discuss these issues, the present work was based on a methodological perspective of a qualitative approach, of the exploratory type and had as proposal a field research in four educational centers. The participants of the research are: 5 Tutors, 4 Teachers of Hearing and Language, 4 Teachers of Therapeutic Pedagogy, 2 Interpreters, 4 Supervisors, 1 professional of the Secretary of Education of Guadalajara responsible for the organization of teaching for the diversity of the city, and 1 director for the Deaf Association of the City, totaling 21 professionals involved, in addition to 5 deaf students. We did semi-structured interviews with the professionals involved in the research, and observations in the four centers investigated, and analysis of their documents on special education. From the data analysis, the following categories emerged: organization of teaching in Spain; about students; on pedagogical practice and curricular adaptations and on language. The results indicated that, in the Spanish context, are found different communicative modalities for the deaf, however, there is a predominance of oral language acquisition, which is associated with the use of LSE signs and other gestures as a means of acquiring the same, and are therefore considered complementary alternatives to it. The data revealed that professionals who work with deaf students should not assume a radical position in relation to a communicative modality, but should consider the conditions of the deaf child and his communicative, cognitive, linguistic and academic development. They also indicated the importance of differentiated pedagogical practices and of the collective and existing partnership among professionals for planning and effective measures for the schooling and attendance of this student. In both contexts there were divergent debates on the education of the deaf and the language modalities used in their schooling. In view of this, we consider the importance of the balance between the different positions, since what is at issue is the cognitive and communicative development of the deaf child. Thus, through this study, we offer questions and possibilities for reflection in the Brazilian context and perspectives for future research based on the Spanish reality.

Descrição

Palavras-chave

Educação especial, Prática pedagógica, Alunos surdos, Política educacional, Espanha e Brasil, Special education, Pedagogical practice, Deaf students, Educational politics, Spain and Brazil

Como citar