Biogeografia e Saúde: uma visão integrada das moscas sinantrópicas de Teodoro Sampaio – SP

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2016-04-09

Autores

Dias, Leonice Seolin [UNESP]

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

Levantamentos de moscas sinantrópicas foram realizados para verificar a composição e abundância das famílias Calliphoridae e Muscidae, considerando a interferência antrópica em quatro ambientes (centro urbano, área florestal, assentamento rural e área canavieira) na região do Pontal do Paranapenama, São Paulo. Essas moscas são de grande interesse médico-sanitário, pois são vetores mecânicos de agentes patogênicos (vírus, bactérias, ovos de helmintos, cistos de protozoários), frequentam diversos ambientes, alimentam-se de diversos tipos de substratos efêmeros, apresentam elevado grau de sinantropia e são consideradas indicadores da qualidade ambiental. Para a captura dos insetos, de março de 2012 a março de 2013, no município de Teodoro Sampaio – SP, foram utilizadas armadilhas confeccionadas com garrafas tipo “Pet-2L”, contendo fígado bovino e peixe (sardinha) como iscas, em cada ambiente pesquisado (centro urbano, área florestal, assentamento e canavial), no início, meio e fim de cada estação, em um período de 12 meses. Para verificar a relação entre os ambientes antropizados, alvos da pesquisa, e as moscas sinantrópicas, utilizou-se da proposta metodológica de Ross (1994). Para discussão dos resultados empregou-se os conceitos de Ross, baseado em Tricart: Unidades Ecodinâmicas de Instabilidade Potencial (Estáveis = área florestal “B”) e de Unidades Ecodinâmicas de Instabilidade Emergente (Instáveis = área urbana “A”, assentamento rural “C” e área canavieira “D”), classificadas em graus de fragilidade. Um total de 1.125 moscas foram capturadas, sendo 85,7% da família Calliphoridae e 14,3% da família Muscidae. Na cidade de Teodoro Sampaio (A) ocorreu a maior captura de califorídeos 56,2%, seguido da área florestal (B) 22,1%, assentamento (C) 14,5%, e do canavial (D) 7,2%, respectivamente. Os muscídeos 34,2%, foram mais abundantes no centro urbano (A), seguido na área florestal (B) 32,9%, no assentamento (C) 28,8%, e área canavieira (D) 4,1%. Como resultados, a análise de correlação revelou que nos ambientes urbanos (A), campesino (C) e do canavial (D) a população de califorídeos é mais alta em época de precipitação pluviométrica intensa, e, no primeiro (A) e no último (D), ressaltou-se as condições de umidade relativa do ar para sua proliferação. Em contraste, no ambiente florestal não foram observadas correlações entre variáveis indicadoras de condições de umidade decorrente de precipitação e populações de moscas, notando-se negativa de correlação entre temperatura e população de moscas. Observou-se influência diferenciada das condições climáticas para cada ambiente, oscilando entre temperatura e umidade, para os califorídeos. Para os muscídeos, não se observou correlação entre variáveis climáticas e número de captura, exceto a umidade relativa do ar com correlação negativa no ambiente florestal, sugerindo que essas moscas sejam mais estáveis pela melhor adaptação às condições geoclimáticas. O estudo identificou estreitas associações das moscas sinantrópicas com os seres humanos e sua capacidade de transmitir patógenos na região do Pontal do Paranapanema. Trouxe informação relevante que pode auxiliar no desenvolvimento de programas de controle e de educação ambiental e saúde, com ênfase na importância do saneamento para a gestão de moscas sinantrópicas nessa área em particular.
Surveys of synanthropic flies were performed to verify the composition and abundance of Calliphoridae and Muscidae families, with the anthropic interference in four environments (urban center, forestry, rural settlement and sugarcane area) in the region of Pontal do Paranapenama, São Paulo. These flies are of great medical and health interest since they are mechanical vectors of pathogens (viruses, bacteria, helminth eggs, protozoan cysts). Furthermore they are found at various environments, feed on various types of ephemeral substrates, have a high level of synanthropy and are considered indicators of environmental quality. In order to capture those insects from March 2012 to March 2013 in the municipality of Teodoro Sampaio - SP, traps made with bottles type "Pet-2L" containing beef liver and fish (sardines) were used as baits in each researched environment (urban center, forestry, settlement and sugarcane), at the beginning, middle and end of each season, in a period of 12 months. To verify the relationship between anthropogenic environments, targeted research, and synanthropic flies, the methodological proposal of Ross was used. To discuss the results the Ross concepts were used, based on Tricart: Ecodinamic Units of Potential Instability (Stable = forest area “B”) and Ecodinamic Units of Emergent Instability (Unstable = urban area “A” rural settlement “C” and sugarcane area “D”, classified in degrees of fragility. A total of 1,125 flies were captured, and 85.7% of the Calliphoridae family and 14.3% of Muscidae. In the city of Teodoro Sampaio (A) was the largest capture, calliphorid 56.2%, followed by forestry 22.1%, settlement (C) 14.5% and cane field (D) 7.2% respectively. The muscídeos 34.2% were more abundant in the urban center (A), followed by the forest area (B) 32.9%, the settlement (C) 28.8% and the sugarcane area ( D) 4.1%. As a result, the correlation analysis revealed that in urban environments (A), campesino (C) and sugarcane (D) the population of blowflies is higher in times of intense rainfall, and in the first (A) and last (D), it was noticed that proliferation was due to the conditions of relative humidity of the air. In contrast, in the forest environment correlations between variables indicating humidity conditions resulting from precipitation and fly populations were not observed, therefore a negative correlation between temperature and population of flies. There was different influence of climatic conditions for each environment, ranging from temperature and humidity, for blowflies. For muscídeos there was no correlation between climatic variables and capture number, except the relative humidity of the air with negative correlation in the forest environment, suggesting that these flies are more stable for the best adaptation to geo-climatic conditions. The study identified close associations with synanthropic flies and humans and their ability to transmit pathogens in the Pontal do Paranapanema region. Also it provided relevant information that may assist in the development of control, environmental education and health programs, focusing on the importance of sanitation for the management of synanthropic flies in this particular area.

Descrição

Palavras-chave

Biogeografia, Geografia da saúde, Moscas sinantrópicas, Fragilidade ambiental, Biogeography, Geography of health, Synanthropic flies, Environmental fragility

Como citar