Estudo caso-controle em genes polimórficos das vias esteróide (ER-alfa e ER-beta) e da insulina (INSR, PA-1 e IGF2) na síndrome do ovário policístico

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2006-10-30

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

A Síndrome do Ovário Policístico (SOP) é uma doença heterogênea que acomete principalmente mulheres em idade reprodutiva e é caracterizada por alterações clínicas como hiperandrogenismo, anovulação crônica e irregularidades menstruais e metabólicas, como resistência insulínica, obesidade, hiperlipidemia e diabetes mellitus tipo 2. Esta síndrome está associada com o risco aumentado de desenvolvimento de doenças cardiovasculares e tromboembólicas. A síndrome HAIR-AN possui manifestações clínicas semelhantes a SOP, porém por critérios de classificação atuais, compõe diagnóstico diferencial apresentando resistência insulínica severa e hiperandrogenismo. Considerando o fenótipo heterogêneo destas patologias, polimorfismos em genes da via de esteróides e da insulina podem estar associados com hiperandrogenismo e hiperinsulinemia. Foram genotipadas para os polimorfismos nos genes ER-α, ER-β, INSR, IGF2 e PAI-1 41 mulheres com fenótipo SOP, 16 com fenótipo HAIR-AN e 49 controles livres da doença. As regiões polimórficas dos genes ER-α e ER-β foram submetidas a análise automatizada no seqüenciador ABI Prism 377 DNA Sequencer para determinação do número de repetições [TA]n e [CA]n, respectivamente. Os alelos foram classificados em curtos ou longos (ER-α - alelos curtos: <15 e longos ≥15 repetições; ER-β - os alelos curtos: ≤22 e longos >22 repetições). A genotipagem de INSR e IGF2 contendo os polimorfismos C/T e A/G, respectivamente, foi realizada por PCR-RFLP com as enzimas de restrição PmlI e ApaI, respectivamente. Para a observação do polimorfismo 5G/4G do gene PAI-1, utilizou-se a técnica de PCR-SSCP e seqüenciamento direto. Não foram observadas diferenças estatísticas significativas entre os genótipos dos genes ER-α, ER-β, INSR, IGF2 e PAI-1 entre casos e controles...
Polycystic Ovary Syndrome (PCOS) is a heterogeneous disorder which is common in reproductive age women and characterized by reproductive and clinical manifestations as hyperandrogenism, anovulatory infertility, increased ovarian secretion, and hyperinsulinaemia, as insulin resistance, type 2 diabetes mellitus, and obesity. The PCOS have been associated with increased risk for development cardiovascular and thromboembolic events. The syndrome of hyperandrogenism, insulin resistance, and acanthosis nigricans (HAIR-AN syndrome) was included in the PCOS subset. However, actually HAIR-AN syndrome shows a differential diagnosis with severe insulin resistance and hyperandrogenism. Genetic polymorphisms in insulin action and steroid pathways genes can be associated with hyperinsulinaemia and hyperandrogenism in PCOS and HAIR-AN patients. The ER-alfa, ER-ß, INSR, IGF2, and PAI-1 genes polymorphisms were evaluated in 41 women with PCOS, 16 women with HAIR-AN, and 49 disease-free control women. The ER-alfa and ER-ß genes polymorphisms were investigated by automated analysis (ABI Prism 377 DNA Sequencer) to determine the [TA]n and [CA]n repeats number, respectively. The alleles were classified as short and long (ER-alfa: <15 and .15 repeats, respectively; and ER-alfa: .22 and >22 repeats, respectively). The INSR and IGF2 genes polymorphisms (C/T and A/G, respectively) were performed by PCR-RFLP methodology using the PmlI and ApaI restriction enzymes, respectively. The PAI-1 gene polymorphisms (5G/4G) were detected by PCR- SSCP and direct sequencing methodologies. No statistical differences were observed between cases and controls for all genes analyzed. However, the comparison between clinical and laboratorial data with the genotypes showed statistical differences (p<0,05). The grouped polymorphisms analysis performed by NeoGene Analysis software defined genotypic classes that can be associated with pathophysiology of the PCOS.

Descrição

Palavras-chave

Ovarios - Doenças, Insulina - Efeitos fisiológicos, Ovário policístico - Síndrome, Polycystic ovary syndrome

Como citar

CIRILO, Priscila Daniele Ramos. Estudo caso-controle em genes polimórficos das vias esteróide (ER-alfa e ER-beta) e da insulina (INSR, PA-1 e IGF2) na síndrome do ovário policístico. 2006. 134 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Instituto de Biociências de Botucatu, 2006.