Uso de alcool e competência moral em universitários

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2010-12-16

Autores

Gualtieri, Mayra Marques da Silva [UNESP]

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

No Brasil e no mundo a dependência e o abuso de substâncias se apresentam como grandes problemas de saúde pública. As bebidas alcoólicas são um dos principais fatores de mortalidade no mundo e a droga de maior uso entre os adolescentes, trazendo consequências físicas, psíquicas, sociais e legais relacionadas ao uso de drogas, sejam elas lícitas ou ilícitas. Em vista disso, esta pesquisa teve como objetivo investigar o padrão uso de álcool e outras drogas em universitários e a formação de sua competência moral. O estudo foi realizado em duas fases e contou com a participação de 164 alunos da graduação da Unesp de Marília. A primeira fase, ou levantamento inicial, usou como instrumentos o AUDIT (The Alcohol Use Disorder Identification Test), que avalia o uso de álcool e o risco de envolvimento com outras substâncias, um questionário sócio-econômico e um questionário para uso de substâncias psicoativas. A segunda fase, utilizou o MJT_xt (Moral Judgment Test- extended version), que avalia o índice de competência moral. Quanto aos resultados do AUDIT, 29,9% (49 alunos) apresentaram-se positivos para o uso problemático ou abusivo de álcool. Diversos problemas e riscos físicos, sociais e psicológicos pelos quais passam após beber, como envolvimento com acidentes, machucar-se ou ferir a outros, perder compromissos, ter amnésia, beber se embriagando, precisar beber no dia seguinte para superar o mal-estar causado pelo álcool e sentir remorso forma relatados pelos estudantes. Cerca de 78% deles bebem ou beberam alguma vez na vida, 25% bebem mensalmente ou menos, 31% bebem de 2 a 4 vezes por mês e 19,5% bebem de 2 a 3 vezes por semana. O uso de álcool na vida se iniciou predominante entre os 11 e 17 anos de idade (67,7%). O uso de tabaco predominou entre os 15 e 17 anos (21,9%). O uso de maconha, cocaína, ecstasy, anfetaminas e solventes se iniciou aos 18 anos ou...
In Brazil and in the world the dependency and substance abuse are present as a major public health problem. Alcoholic beverages are a major factor of mortality worldwide and the increased use of drugs among adolescents, bringing physical, mental, social and legal matters related to this use and to other drugs, whether they are legal or illegal ones. As a result, this research aimed to investigate the pattern of alcohol and other drugs in college students and the formation of their moral competence. The study was conducted in two phases and with the participations of 164 undergraduate students from Unesp, Marília. The first phase or initial survey, used as instruments, AUDIT (The Alcohol Use Disorders Identification Test, which evaluates alcohol use and the risk of involvement with other substances, a social and economial survey and a questionnaire for substance abuse. The second phase used the MJT_xt, which evaluates the moral competence. As the results for the AUDIT, 29.9% (49 students) were positive to problematic use or abuse of alcohol. Several problems, including physical, social and psychological problems that they go through after drinking, such as involvement in accidents, hurt themselves or injure others, miss appointments, have amnesia, getting drunk, need to drink the next day to overcome the discomfort caused by alcohol and remorse were reported by the students. About 78% of them drink or drank at least once in life, 25% drink monthly or less, 31% drink 2-4 times per month and 19.5% drink 2-3 times per week. Alcohol use in life began predominantly between 11 and 17 years of age (67.7%). The use of tobacco prevailed between 15 and 17 years (21.9%). The use of marijuana, cocaine, ecstasy, amphetamines and solvents began on or after age 18 for most respondents. The most common substances used last year were: alcohol (62.8%), tobacco (20.1%), marijuana (17.1%), inhalants (7.9%)... (Complete abstract click electronic access below)

Descrição

Palavras-chave

Universidades e faculdades - Brasil, Ensino superior - Brasil, Estudantes universitarios, Alcoolismo, Bebidas alcoolicas - Consumo, Drogas - Consumo, Competência moral - Universitários, Domínios morais - Universitários, Alcohol, Moral Competence, Social Domains, University Students

Como citar

GUALTIERI, Mayra Marques da Silva. Uso de alcool e competência moral em universitários. 2010. 137 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Filosofia e Ciências, 2010.