O apoiador caipira: o desafio/arte de articular redes regionais de saúde a partir de territórios/desejos singulares

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2013-12-18

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

O presente trabalho busca dar consistência as afecções produzidas a partir da experiência do apoio institucional da Política Nacional de Humanização em regiões de saúde situadas no interior do Estado de São Paulo. Visa problematizar os modos como às políticas públicas de saúde chegam a estes territórios tendo como norte o desafio da ascendência e transversalidade frente à tradição autoritária e vertical de produção e disseminação destas políticas. A descentralização, regionalização e articulação de redes de atenção à saúde trás como desafio a superação da concepção normativa da cultura inampsiana, ainda bem arraigada nas práticas de gestão e atenção. Porém não podemos reduzir a discussão da permanência desta cultura nas práticas de gestão e atenção colocando em questão apenas a forma de organização do SUS e as modalidades de transferência de recursos da União para os demais entes federativos. É preciso ampliar este debate. Entrar neste debate nos leva a identificar os problemas contemporâneos que se dão na relação entre Estado e as políticas públicas, visto que a cultura inampsiana que atravessa os modos de fazer na política pública de saúde é um modo de operar do poder do Estado. Quando problematizamos este modo de fazer o que está em jogo são as relações de poder entre a máquina estatal e os sujeitos e os “assujeitamentos” produzidos. Problematizar a desmontagem desta máquina envolve intervir e modificar a relação/série governo-Estado-políticas públicas. Observamos que este modo de operar da máquina do Estado gera políticas que pouco respondem as necessidades destas localidades. Assim delimitamos como problema deste trabalho o desafio de produzir redes de saúde a partir de territórios e desejos singulares, ou a produção de políticas públicas menores. Para desenvolver esta problemática utilizo como recurso dois personagens conceituais...
This work intends to substantiate the conditions created from the institutional support experience of the National Policy of Humanization Experience in regions of health localized in the state of São Paulo. It aims to problematize the ways as the public health policies are applied in these territories, having as target the challenge of ascendance and transversality in face of the authoritarian and vertical tradition of production and dissemination of these policies.Decentralization, regionalization and articulation of health networksputs as challenge the overcoming of the normative conception created by the inampsian culture, which is already rooted in the practices of health management and attention. However, we cannot reduce the discussion on the permanence of this culture in the practices of management and attention putting into question only the SUS way of organization and the modalities of capital transference from the national government to the federated states. Go inside this debate leads us to identify the contemporary problems derived from the relations between State and public policies, once the “inampsian” culture of public health policies is a state-owned way of operating. When we problematize this way of doing, it is possible to analyze the relations of power between the state machine and the subjects produced. Problematize the dismantling of this state machine implies to intervene and modify the relation/serie government-State-public policies. We observe that this state machine way of operating creates policies which don´t attend to the needs of these localities. Therefore we establish as a problem of this work the challenge of producing health networks from single territories and wishes or the production of smaller public policies. To develop this problematic we utilize as resource two conceptual personages: the cartographer supporter and the “caipira” supporter

Descrição

Palavras-chave

Sistema Único de Saúde (Brasil), Saúde pública, Politicas publicas, Humanização na saúde, Public health

Como citar

YAHN, Pedro Ivo F. C. O apoiador caipira: o desafio/arte de articular redes regionais de saúde a partir de territórios/desejos singulares. 2013. 120 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Ciências e Letras de Assis, 2013.