O uso de modelos de análise na gestão sustentável de resíduos da construção e demolição: estado da arte

Imagem de Miniatura

Data

2015

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

Considered one of the driving forces of the Brazilian economy, the construction industry has never had a concern with managing the massive amount of waste produced in their activities. With the advent of environmental awareness and greater state regulation, some actors responsible for the sector begin to pay more attention to this issue. But not always the chosen forms of management will be the better ones from the sustainability point of view, and actions are often taken with lack of information about the potential environmental and social impacts of these choices. To try to fix that, a number of methodologies have been created trying to analyze ways to manage these wastes and to understand the damage caused by them. With that as a starting point, this study aimed to understand one of these methodologies, conducting an extensive literature review on the use of analysis models of the sustainable management of construction and demolition waste in order to reach the state of the art of this subject. That way, a basis for future development of models geared to the Brazilian reality could be created. The models studied are called Decision Support Models because they use different methods and tools to aggregate and analyze data to assist in choosing the best system to be employed. Thus we reached the conclusion that one of the best ways to model waste management is through the System Dynamics, as this allows you to analyze and understand complex and dynamic systems through simulations and logical-mathematical equations. Besides allowing understand the management systems, these models can also be used for the projection of future waste generation in ways that minimize inaccuracies in planning structures and equipment to be used in management. Finally there was a lack of interest among researchers about the social aspect of sustainability, focusing only on environmental and economic issues
Considerado um dos motores da economia brasileira, a construção civil nunca teve uma grande preocupação com o gerenciamento da enorme quantidade de resíduos produzidos em suas atividades. Com o advento da consciência ecológica e maior regulação estatal, alguns atores responsáveis pelo setor começam a dar maior importância para este assunto. Porém, nem sempre as formas de gestão escolhidas vão ser as mais corretas do ponto de vista da sustentabilidade, e muitas vezes ações são tomadas por falta de informação em relação aos possíveis impactos ambientais e sociais causados por estas escolhas. Para tentar corrigir isso variadas metodologias vêm sendo criadas procurando analisar as formas de gerir estes resíduos e para compreenderem os danos causados pelas mesmas. Tendo isto como ponto de partida, o presente trabalho buscou entender uma destas metodologias, realizando uma revisão bibliográfica sobre o uso de Modelos de Análise para a gestão sustentável de resíduos da construção e demolição de forma a chegar ao Estado da Arte do tema. Com isto pretende-se criar uma base para que futuras pesquisas possam desenvolver modelos voltados para a realidade brasileira. Os modelos estudados são chamados de Modelos de Suporte à Decisão, pois utilizam variados métodos e ferramentas para agregar e analisar dados de forma a auxiliar na escolha do melhor sistema a ser empregado. Desta forma, chegou-se a conclusão que uma das melhores maneiras de se modelar a gestão de resíduos é através da Dinâmica de Sistemas, pois esta permite analisar e compreender sistemas dinâmicos e complexos através de simulações e equações lógicomatemáticas. Além de permitir compreender os sistemas de gestão, estes modelos também podem ser usados para a projeção de geração futura de resíduos, de forma que diminua a imprecisão ao se planejar estruturas e equipamentos a serem utilizados na gestão. Por último observou-se a falta de..

Descrição

Palavras-chave

Resíduos, Sustentabilidade, Construção civil, Construção civil - Subprodutos, Demolição, Resíduos sólidos

Como citar

CARITÁ, Vitor Baganha. O uso de modelos de análise na gestão sustentável de resíduos da construção e demolição: estado da arte. 2015. 47 f. Trabalho de conclusão de curso (bacharelado - Geografia) - Universidade Estadual Paulista, Instituto de Geociências e Ciências Exatas, 2015.