Dietary patterns are associated with general and central obesity in elderly living in a Brazilian city

Resumo

Objective: dietary pattern evaluation is often used in order to determine wheter a diet is healthy, as well as to predict the onset of diseases. This study aimed to identify dietary patterns, and to examine their associations with general (body mass index) and central (waist circumference and waist-to-hip ratio) obesity in community-living elderly in a Brazilian city.Methods: this cross-sectional study included 126 elderly subjects aged 60 or older (57.1% females and mean age 74.2 +/- 6.46 years). Anthropometric variables, weight, height, waist (WC) and hip (HC) circumferences, were measured. Body mass index (BMI) and waist-to-hip ratio (WHR) were calculated. Answers to a Food Frequency Questionnaire were interpreted by Principal Component Analysis in order to identify dietary patterns.Results: five dietary patterns were identified and named as prudent (fruit, vegetables and meat), sweets and fats (pastries, sugary foods, fatty foods, whole milk), typical Brazilian (fried eggs, cooked beans, beef, candy, string beans, fried cassava), Mediterranean (fruit, vegetables, olive oil and nuts) and traditional meal (rice and beans). Moderate and high adherences to the Mediterranean pattern were protective factors to general and central obesity (WHR). High adherence to prudent was also protective to central obesity (WC).Conclusion: adherences to the dietary patterns prudent and Mediterranean were protective factors to general and central obesity in elderly.
Objetivo: a avaliação do padrão alimentar é muitas vezes usada para determinar se uma dieta é saudável, bem como para predizer o aparecimento de doenças. Este estudo teve como objetivo identificar padrões alimentares e analisar as suas associações com obesidade geral (índice de massa corporal) e central (circunferência da cintura e relação cintura-quadril) em idosos residentes em comunidade em uma cidade brasileira. Métodos: este estudo transversal incluiu 126 idosos com 60 anos ou mais de idade (57,1% do sexo feminino e média de idade 74,2 ± 6,46 anos). As variáveis antropométricas [peso, altura, circunferências da cintura (CC) e do quadril (CQ)] foram mensuradas. Foram calculados o índice de massa corporal (IMC) e relação cintura-quadril (RCQ). As respostas a um questionário de frequência alimentar foram interpretadas por Análise de Componentes Principais, a fim de identificar os padrões alimentares. Resultados: cinco padrões alimentares foram identificados e nomeados como prudente (frutas, legumes e car-ne), doces e gorduras (alimentos de pastelaria, doces, alimentos gordurosos, leite integral), padrão tipicamente brasileiro (ovos fritos, feijão cozido, carne, caramelo, vagens, mandioca frita), Mediterrâneo (frutas, legumes, azeite de oliva e nozes) e tradicional (arroz e feijão). Adesões moderada e alta ao padrão Mediterrâneo foram fatores de proteção para obesidade geral e central (RCQ). Alta adesão ao padrão prudente também foi protetor contra a obesidade central (CC). Conclusão: adesões aos padrões alimentares prudente e Mediterrâneo foram fatores de proteção para obesidade geral e central em idosos.

Descrição

Palavras-chave

Elderly, Dietary pattern, Obesity, Anthropometry, Cross-sectional studies, Idoso, Padrão alimentar, Obesidade, Antropometria, Estudos transversais

Como citar

Revista Da Associacao Medica Brasileira. Sao Paulo: Assoc Medica Brasileira, v. 60, n. 5, p. 457-464, 2014.