Rastreabilidade no comércio de espécies ornamentais marinhas

dc.contributor.advisorValenti, Wagner Cotroni [UNESP]
dc.contributor.advisorCalado, Ricardo Jorge Guerra [UNESP]
dc.contributor.authorCohen, Felipe Pereira de Almeida [UNESP]
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual Paulista (Unesp)
dc.date.accessioned2014-06-11T19:22:22Z
dc.date.available2014-06-11T19:22:22Z
dc.date.issued2013-02-05
dc.description.abstractNa última década, o comércio de espécies ornamentais marinhas sofreu uma expansão significativa em todo o mundo. Porém, esta indústria ainda depende de um grande número de práticas insustentáveis e precisa mudar urgentemente suas operações para evitar um colapso. Sob este cenário, a rastreabilidade e a certificação surgem como ferramentas importantes de gestão que podem ajudar esta indústria a seguir em direção à sustentabilidade. Esta indústria se baseia no comércio de milhares de espécies de pequeno porte, que são comercializadas vivas, de forma unitária, com alto valor de mercado. Estas características, juntamente com uma cadeia de abastecimento complexa e fragmentada, tornam a rastreabilidade de espécies ornamentais marinhas uma tarefa desafiadora. Neste estudo, apresentamos os métodos comumente usados para rastrear organismos aquáticos e discutimos suas adequações para espécies ornamentais marinhas. Foram analisados os métodos: certificação e etiquetas verdes, marcadores internos (fios codificados, implantes visíveis e transponder integrado passivo), marcadores externos (recorte de nadadeira, etiquetas externas e marcações térmicas e químicas), métodos analíticos (perfil de ácidos graxos, perfil de elementos químicos e isótopos estáveis), métodos moleculares (códigos de barras genético e códigos de barras microbiológico), cultivo de espécimes híbridos e comércio de espécies novas ou raras. O uso de impressões digitais bacterianas parece ser o método mais promissor para rastrear com sucesso os ornamentais marinhos, mas é mais provável que uma combinação de dois ou mais métodos de rastreabilidade precise ser implementada para suprir as características peculiares exibidas pelo comércio vivo de espécies ornamentais marinhaspt
dc.description.abstractIn the last decade, the trade of marine ornamental species has experienced a significant expansion worldwide; however, this industry still relies on a large number of unsustainable practices (e.g., cyanide fishing and overexploitation of target species) and needs to shift urgently its operations to avoid collapsing. Under this scenario, traceability and certification emerge as important management tools that may help this industry to shift towards sustainability. This industry relies on the trade of thousands of small sized species that are traded live on a unitary basis, with high market value. These features, along with a fragment and complex supply chain, make the traceability of marine ornamental species a challenging task. In this study we present the most commonly used methods to trace aquatic organisms and discuss their suitability to trace marine ornamental species. The following methods were analyzed: certification and eco-labeling, internal markers (coded wire tags, visible implants, and passive integrated transponder), external markers (fin clipping, external tags, and thermal and chemical branding), analytical methods (fatty acids, elemental fingerprint, and stable isotopes), molecular methods (DNA barcodes and microbiological barcodes), breeding of hybrid specimens and trading new or rare species. The use of bacterial fingerprints appears to be the most promising method to successfully trace marine ornamentals, but it is most likely that a combination of two or more traceability methods need to be implemented to cover all the unique features displayed by the live trade of marine ornamental speciesen
dc.format.extentiv, 49 f. : il.
dc.identifier.aleph000717246
dc.identifier.capes33004102049P7
dc.identifier.citationCOHEN, Felipe Pereira de Almeida. Rastreabilidade no comércio de espécies ornamentais marinhas. 2013. iv, 49 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Centro de Aquicultura de Jaboticabal, 2013.
dc.identifier.filecohen_fpa_me_jabo.pdf
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11449/86668
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (Unesp)
dc.rights.accessRightsAcesso aberto
dc.sourceAleph
dc.subjectPeixe ornamentalpt
dc.subjectOrganismos aquaticospt
dc.subjectOrganismos marinhospt
dc.subjectCertificaçãopt
dc.subjectSustentabilidadept
dc.subjectSustainabilitypt
dc.titleRastreabilidade no comércio de espécies ornamentais marinhaspt
dc.typeDissertação de mestrado
unesp.campusUniversidade Estadual Paulista (Unesp), Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, Jaboticabalpt
unesp.graduateProgramAquicultura - FCAVpt
unesp.knowledgeAreaAquiculturapt
unesp.researchAreaRastreabilidade de espécies ornamentais marinhaspt

Arquivos

Pacote Original
Agora exibindo 1 - 1 de 1
Carregando...
Imagem de Miniatura
Nome:
cohen_fpa_me_jabo.pdf
Tamanho:
302.54 KB
Formato:
Adobe Portable Document Format