Instruir, moralizar e civilizar: nação e sociedade nas Ilustração do Brasil (RJ, 1876-1880) e Ilustração Popular (RJ, 1876-1877)

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2020-07-15

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

No decorrer do século XIX, predominou no Brasil a imprensa ilustrada humorística produzida por processo litográfico, mas que convivia com periódicos considerados sérios, que se esforçavam por incorporar em suas páginas a xilografia, a exemplo do que ocorria na imprensa europeia, como foi o caso da Ilustração do Brasil (RJ, 1876-1880) e de sua congênere, a Ilustração Popular (RJ, 1876-1877), ambas de Charles F. de Vivaldi (1824-1902), que teria contado com o auxílio de sua filha, Corina de Vivaldi (1859-1892). Essas publicações destacaram-se durante os anos finais da década de 1870 por tentarem suprir a crescente demanda por gravuras no Brasil e oferecer aos respectivos público leitor, ou seja, à elite intelectual e às camadas menos abastadas, estampas luxuosas. Tomando-as como fonte e objeto, pretende-se realizar análise sistemática do conteúdo desses impressos, a fim de evidenciar o que se escolhia publicar e como tal conteúdo contribuía para a construção de uma dada ideia sobre a nação e sociedade brasileiras. Sempre se colocando como paladinos da modernidade nacional e social, esses periódicos aspiravam instruir, moralizar e civilizar, cumprindo, desta forma, o papel que atribuíam à imprensa.
In the course of the 19th century, the humorous illustrated press produced by the lithographic process predominated in Brazil, but coexisted with periodicals considered serious, which endeavored to incorporate in their pages the woodcut, as was the case in the European press, the example of Ilustração do Brasil (RJ, 1876-1880) and its counterpart, Ilustração Popular (RJ, 1876-1877), both by Charles F. de Vivaldi (1824-1902), who would have had the help of his daughter, Corina of Vivaldi (1859-1892). These publications stood out during the final years of the 1870s for trying to supply the growing demand for prints in Brazil and offering their respective readers, that is, the intellectual elite and the less affluent layers, luxurious prints. Taking them as a source and object, we intend to carry out a systematic analysis of the content of these forms, in order to highlight what was chosen to be published and how such content contributed to the construction of a given idea about the Brazilian nation and society. Always placing themselves as champions of national and social modernity, these journals aspired to instruct, moralize and civilize, thus fulfilling the role they attributed to the press.

Descrição

Palavras-chave

Imprensa - Brasil, Ilustrações impressas, Brasil - História - Império, Charles F. de Vivaldi

Como citar