Estratégias para letramento em saúde relacionadas às infecções sexualmente transmissíveis: revisão de escopo

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2023-11-22

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

Introdução: As infecções sexualmente transmissíveis estão entre os problemas de saúde pública mais recorrentes no Brasil e no mundo e possuem um profundo impacto na saúde de toda a população. O letramento em saúde é um fator que interfere significativamente nesse quadro, por contribuir para a promoção, prevenção e proteção da saúde, bem como propiciar ferramentas de cuidado aos profissionais com vistas a ampliar a autonomia e o empoderamento dos usuários, individualmente e coletivamente, no cuidado à saúde. Objetivo: Identificar as estratégias de letramento em saúde referente às infecções sexualmente transmissíveis existentes, tanto para população em geral, quanto para profissionais da saúde. Método: Trata-se de uma revisão de escopo, conduzida de acordo com a metodologia proposta pelo Joanna Briggs Institute para revisões de escopo e registrada na plataforma Open Science Framework, utilizando-se das bases de dados LILACS, Scielo, Web of Science, Scopus, Cinahl, PubMed e Embase. Resultados: A pesquisa utilizou-se de 19 artigos no total, que trouxeram diferentes estratégias de letramento em saúde relacionadas às infecções sexualmente transmissíveis que podem ser utilizadas, assim como escalas que avaliam o nível de letramento da população a fim de individualizar as intervenções a serem desenvolvidas, e os benefícios proporcionados através da utilização do letramento para a promoção da saúde nesse contexto. Conclusão: O estudo possibilitou a identificação das estratégias de letramento em saúde existentes na literatura com relação às infecções sexualmente transmissíveis, trazendo a importância dessa ferramenta na promoção de saúde a nível individual e coletivo e tanto para usuários quanto para os próprios profissionais de saúde.
Introduction: Sexually transmitted infections are among the most common public health problems in Brazil and the world and have a profound impact on the health of the entire population. Health literacy is a factor that significantly interferes in this situation, as it contributes to the promotion, prevention and protection of health, as well as providing care tools to professionals with a view to expanding the autonomy and empowerment of users, individually and collectively, in the health care. Objective: To identify health literacy strategies regarding existing sexually transmitted infections, both for the general population and for health professionals. Method: This is a scope review, conducted in accordance with the methodology proposed by the Joanna Briggs Institute for scope reviews and registered on the Open Science Framework platform, using the databases LILACS, Scielo, Web of Science, Scopus , Cinahl, PubMed and Embase. Results: The research used 19 articles in total, which brought different health literacy strategies related to sexually transmitted infections that can be used, as well as scales that assess the population's literacy level in order to individualize the interventions to be developed, and the benefits provided through the use of literacy to promote health in this context. Conclusion: The study made it possible to identify health literacy strategies existing in the literature in relation to sexually transmitted infections, highlighting the importance of this tool in promoting health at an individual and collective level and for both users and health professionals themselves.

Descrição

Palavras-chave

Letramento em saúde, Infecções sexualmente transmissíveis, Promoção da saúde

Como citar