Caracterização anatômica do escapo floral de espécies de Goeppertia Nees clado "Breviscapus" (Marantaceae/ Zingiberales)

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2023-06-07

Autores

Costa, Julia Rodrigues da [UNESP]

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

Goeppertia Nees é o gênero mais diverso de Marantaceae, com ca. 250 espécies distribuídas no Neotrópico e atualmente agrupadas informalmente em seis clados, dos quais “Breviscapus” (~70 spp.) é o mais heterogêneo e abriga espécies anteriormente classificadas em diferentes seções de Calathea. A ausência de correspondência entre os agrupamentos informais de Goeppertia com as seções tradicionais de Calathea reforça a demanda de estudos que complementem a caracterização de aspectos morfológicos e anatômicos de órgãos vegetativos e reprodutivos. O objetivo deste estudo foi a caracterização anatômica do escapo floral de espécies de Goeppertia clado “Breviscapus” e a análise de caracteres com eventual aplicação na delimitação específica, infragenérica e/ou genérica. Para a realização deste estudo foram selecionadas 36 espécies de Goeppertia contemplando as diferentes seções prévias em Calathea. Foram realizadas seções anatômicas transversais nos terços apical, mediano e basal do escapo, estas foram submetidas ao processo de dupla coloração com fucsina e azul de astra, montadas em gelatina glicerinada e analisadas em microscopia de luz. Foram analisados 34 caracteres anatômicos, sendo dez homogêneos a todas espécies amostradas: epiderme unisseriada e recoberta por cutícula delgada; células epidérmicas de formato retangular; tricomas do tipo tector e unicelular; hipoderme com células de formato hexagonal; células parenquimáticas isodiamétricas, de paredes delgadas; feixes vasculares colaterais; feixes vasculares associados a fibras, e corpos de sílica de formato globular e superfície espinescente. A presença de hipoderme e de corpos de sílica é comum para o gênero e também para Zingiberales com um todo. Dentre os 24 caracteres que variaram pode-se destacar o formato do escapo em seção transversal, à espessura das paredes das células epidérmicas e hipodérmicas, a presença ou ausência de tricomas, estômatos, aerênquima e clorênquima. Dois caracteres anatômicos dos escapos podem ser úteis para a delimitação específica: o formato plano da parede periclinal externa da célula epidérmica de G. erecta; a ausência de feixes de fibras isolados em G. eichleri, G. oblonga e G. villosa; porém, precisam ser verificados em uma amostragem ampliada de espécimes, pois podem estar associados ao hábito ou ao ambiente no qual essas espécies ocorrem. Estes resultados são significativos para o conhecimento anatômico do escapo floral de Goeppertia, preenchendo lacunas presentes no gênero e evidenciando novas perspectivas de análises a serem aprofundadas, relacionadas ao sistema vascular, que é bastante heterogêneo e complexo no órgão.
Goeppertia Nees is the most diverse genus of the Marantaceae, with ca. 250 species distributed in the Neotropics and currently grouped in six informal clades, of which the “Breviscapus” clade (~70 spp.) is the most heterogeneous and harbors species previous classified in different sections of Calathea. The lack of correspondence between the informal groups of Goeppertia and the traditional sections of Calathea reinforces the demand for studies that complement the characterization of morphological and anatomical aspects of vegetative and reproductive organs. The objective of this study was the anatomical characterization of the floral scape of species of Goeppertia clade “Breviscapus” and the analysis of characters with eventual application in the specific, infrageneric and/or generic delimitation. For the conclusion of this study, 36 species of Goeppertia were selected sampling the different previous sections in Calathea. Cross-sections were taken in the apical, median and basal thirds of the scape, these sections were stained with fuchsin and astra blue, mounted in synthetic resin and observed under light microscopy. Thirty-four morphoanatomical characters were analyzed, ten of which were homogeneous: uniseriate epidermis covered by thin cuticle; rectangular-shaped epidermal cells; tector and unicellular trichomes; hypodermis with hexagonal cells; isodiametric, thin-walled parenchyma cells; collateral vascular bundles; vascular bundles associated with fibers, and silica bodies with a globular shape and spinescent surface. The presence of hypodermis and silica bodies is common for the genus and also for Zingiberales as a whole. Among the 24 characters that varied, the scape shape in cross section, the thickness of the epidermal and hypodermic cell walls, the presence or absence of trichomes, stomata, aerenchyma and chlorenchyma can be highlighted. Two anatomical characters of scapes may be useful for specific delimitation: the flat shape of the outer periclinal wall of the epidermal cell of G. erecta, and the absence of isolated fiber bundles in G. eichleri, G. oblonga and G. villosa; a broad sampling is needed to confirm this, as such characters may be associated with the habit or the environment in which these species occur. These results are significant for the anatomical knowledge of Goeppertia, complementing gaps for the genus and showing new perspectives for analyzes to be deepened, related to the vascular system, which is quite heterogeneous and complex in the organ.

Descrição

Palavras-chave

Calathea, Histoquímica, Inflorescência, Pedúnculo, Histochemistry, Inflorescence, Peduncle

Como citar