Eficácia do Hoofcare® no tratamento da dermatite digital em vacas leiteiras

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2021-05-06

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

A dermatite digital (DD) é uma das principais afecções podais que gera prejuízos à pecuária nacional, especialmente para bovinocultura de leite. Apesar do tratamento frequentemente cursar com antibioticoterapia, com a limitação da legislação das terapias permitidas e a necessidade de respeitar o período de carência do leite, a busca de alternativas terapêuticas é crescente e necessária. Atualmente, o produto comercial Hoofcare® tem demostrado bons resultados em diversas propriedades brasileiras para o tratamento da enfermidade. No entanto, são apenas observações empíricas. Portanto, o objetivo desse estudo foi determinar a eficácia do tratamento tópico com o produto contendo ácido cítrico, óleo essencial de melaleuca, citrato de cobre e cloreto de zinco (Hoofcare®) para DD, e assim, validar esse tratamento como extensão das recomendações do fabricante do produto. Utilizou-se 36 vacas Holandesas de alta produção leiteira apresentando DD em pelo menos um dos membros. As vacas foram divididas de forma aleatória em dois grupos, sendo o grupo de tratamento alternado (GTA) composto por 21 membros tratados por três dias alternados a cada 48 horas, e o grupo de tratamento contínuo (GTC) composto por 21 membros tratados a cada 24 horas durante cinco dias. A hipótese era que haveria diferença significativa entre os protocolos no tratamento da DD, com melhor resposta para o GTC. A caracterização da recuperação clínica foi constatada pelo exame de claudicação no D0 (momento de identificação da lesão e prévio ao tratamento), D4 (quarto dia de tratamento) e D10 (cinco dias após o término do tratamento). Além disso, as lesões foram submetidas a análise qualitativa, quantitativa e termográfica nos dias D0, D4 e D10, a fim de avaliar o processo de cicatrização e cura da lesão. Os dados foram analisados e comparados entre os diferentes momentos e grupos. Em ambos os protocolos terapêuticos, houve melhora da claudicação (P < 0,01), redução da área da lesão em cm² (P < 0,05) e involução do estágio ativo para inativo da lesão (P < 0,01), não havendo diferença significativa entre os tratamentos (P > 0,05). Assim, os protocolos alternado e contínuo, foram eficazes para tratar a enfermidade. No entanto, como este é o primeiro estudo que avalia este produto comercial, não houve adoção de medidas preventivas, e o tempo de acompanhamento foi curto, investigações futuras com maior tempo de acompanhamento para determinar o processo da cura completa da lesão são necessárias.
Digital dermatitis (DD) is one of the main foot disorders that generates economic losses, mainly in dairy cattle. Although treatment is usually with antibiotic therapy, with the limitation of the legislation on permitted therapies and the need to respect the milk withdrawal period, the search for new alternatives is increasing and necessary. Currently, the commercial product Hoofcare® presents good results in several Brazilian farms for the treatment of the disease. However, there are only empirical observations. Therefore, the aim of this study was to determine the effectiveness of topical treatment with the product containing citric acid, tea tree essential oil, copper citrate and zinc chloride (Hoofcare®) for DD, and thus, to validate this treatment as an extension of product manufacturer's recommendations. Thirty-six high-yielding Holstein-Friesian cows with DD in at least one limb were used. The cows were randomly divided into two groups, the alternate treatment group (ATG) consisting of 21 limbs treated during three alternate days every 48 hours, and the continuous treatment group (CTG) consisting of 21 limbs treated each 24 hours during five days. The hypothesis was that there would be a significant difference between the protocols in the treatment of DD, with a better response for the GTC. The characterization of clinical recovery was verified by the lameness exam on D0 (time of identification of the lesion and prior to treatment), D4 (fourth day of treatment) and D10 (five days after the end of treatment). In addition, the lesions were submitted to qualitative, quantitative and thermographic analysis on days D0, D4 and D10, in order to assess the process of healing and cure of the lesion. Data were analyzed and compared between different times and groups. In both therapeutic protocols, there was improvement in lameness (P < 0.01), reduction in the area of the lesion in cm² (P < 0.05) and involution from active to inactive stage of the lesion (P < viii 0.01), no with significant difference between treatments (P > 0.05). Thus, the alternating and continuous protocols were effective to treat the disease. However, as this is the first study to evaluate this commercial product, there was no adoption of preventive measures, and the follow-up time was short, future investigations with longer follow-up time to determine the process of complete healing of the lesion are necessary.

Descrição

Palavras-chave

Claudicação, Dermatite digital bovina, Evolução clínica, Termografia, Vaca leiteira, Lameness, Bovine digital dermatitis, Thermography

Como citar