Da acessibilidade à autonomia do usuário com deficiência visual em ambientes virtuais de aprendizagem

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2017-05-12

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

A presente pesquisa de doutorado, desenvolvida no Programa de Pós-graduação em Educação da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (Unesp), campus de Presidente Prudente, vinculada à linha de pesquisa Processos Formativos, Ensino e Aprendizagem, teve como tema de investigação a autonomia do cursista com deficiência visual, ou seja, sua participação e interação em cursos propostos na modalidade a distância. Para tanto, estabeleceu-se como objetivo compreender de que maneira um curso de especialização na modalidade a distância possibilita a autonomia dos cursistas com DV em relação a sua participação e a seu desempenho no AVA implementado a partir das recomendações de acessibilidade existentes. Os pressupostos analíticos estiveram presentes no processo de implementação de acessibilidade promovida nos principais meios de interação e realização de atividades no AVA Moodle. Na investigação de natureza qualitativa, adotou-se como procedimento de coleta de dados a observação participante em dois cursos de especialização na área da Educação Especial, com 686 horas de formação, voltados à especificidade da Deficiência Visual e Deficiência Física. O critério para a escolha dos cursos foi a presença de um cursista cego e outro cursista com baixa visão. A coleta, seleção e análise de dados foi dividida em quatro etapas: verificação da acessibilidade do ambiente, contato com os cursistas mediante entrevistas informais, contato extra-AVA e análise das atividades realizadas no ambiente pelos cursistas. A pesquisa revelou que é possível propor um curso que permita a autonomia dos cursistas com deficiência visual na modalidade a distância, mediante a vivência de uma cultura inclusiva da equipe, centrada nas necessidades e nas possibilidades de desenvolvimento das competências e participação com liberdade e independência desses cursistas em um espaço democrático e inclusivo.
This research was developed in the Postgraduate Program of Education, in São Paulo State University, campus of Presidente Prudente, and bound to the research line called Formative Processes, Teaching and Learning. This research has as investigation theme the autonomy of the visual impaired student, considering their participation and interaction in distance learning education. Therefore, this research aimed to analyze the process of implementation of the accessibility based on the existing recommendations, in order to understand how to enable the autonomy of students with visual impairment, considering their participation and development in the Virtual Learning Environment (VLE). The analytical data were in the process of implementation of the accessibility in the main means of interaction and accomplishment of the activities available on the VLE Moodle. This investigation is qualitative and it was adopted, as procedure of data collection, the participative observation, in two specialization courses about Special Education, with 686 hours of teacher training, focused on Visual Impairment and Physical Disability. The criterion to choose the courses was to have a blind student and another one with low vision enrolled in the course. Data collection, selection and analysis were held in four steps: verification of the accessibility of the VLE; informal interviews with the students; contact with the students out of the VLE and analysis of the activities accomplished and posted in the VLE by the students. The research showed that is possible to propose an online course which allows the autonomy of visual impaired students, through an inclusive culture in the team of professionals, focused on the needs and on the possibilities of development of competences and participation with independence of these students in a democratic and inclusive space.

Descrição

Palavras-chave

Educação a distância, Acessibilidade, Autonomia, Deficiência visual

Como citar