Efeito do ácido zoledrônico em tíbias de ratas ooforectomizadas: estudo prospectivo e randomizado

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2009-02-01

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia

Resumo

OBJETIVO: Investigar as repercussões clínicas, biomecânicas e histomorfométricas do ácido zoledrônico em tíbias de ratas osteoporóticas, após ooforectomia bilateral. MÉTODOS: Foram estudadas, prospectivamente, 40 ratas da linhagem Wistar (Rattus novergicus albinus). Com 60 dias de vida, os animais foram aleatorizados em dois grupos de acordo com o procedimento cirúrgico: ooforectomia bilateral (O) (n=20) e pseudo-cirurgia (sham) (P) (n=20). Após 30 dias, os animais foram divididos em quatro subgrupos, de acordo com a administração de 0,1mg/kg de ácido zoledrônico (AZ) ou água destilada (AD): OAZ (n=10), OAD (n=10), PAZ (n=10) e PAD (n=10). Após 12 meses, os animais foram eutanasiados e suas tíbias analisadas. No estudo clínico foi considerado o peso dos animais; no estudo biomecânico foram realizados ensaios compressivos e na análise histomorfométrica foi determinada a área trabecular óssea. RESULTADOS: Os grupos O tiveram aumento de peso significativamente maior que os grupos P (p=0,005). Os grupos OAZ e PAZ tiveram aumento, não significativo, de peso quando comparados aos grupos OAD (p=0,47) e PAD (p=0,68). Os grupos com ácido zoledrônico e com água destilada suportaram carga máxima, semelhante (p=0,2), no momento em que ocorreu fratura. Nos grupos com ácido zoledrônico verificou-se o aumento não significante da área trabecular óssea quando comparados aos grupos com água destilada (p=0,21). Houve correlação positiva entre a área trabecular e a carga máxima (p=0,04; r=0,95). CONCLUSÃO: O ácido zoledrônico não influiu significativamente no peso dos animais. Os resultados mostraram aumento, não significante, tanto da resistência óssea diafisária tibial, como da área trabecular óssea.
OBJECTIVE: To investigate clinical, biomechanic and histomorphometric effects of zoledronic acid on osteoporotic rats'tibiae after bilateral ooforectomy. METHODS: 40 female Wistar (Rattus novergicus albinus) rats were prospectively studied. on the 60th day of life, the animals were randomized into two groups according to the surgical procedure: bilateral ooforectomy (O) (n=20) and sham surgery (sham) (P) (n=20). After 30 days, the animals were divided into four groups, according to the administration of zoledronic acid (ZA) 0.1mg/kg or distilled water (DW): OZA (n=10), ODW (n=10), PZA (n=10) and PDW (n=10). After 12 months, the animals were sacrificed, and had their tibiae assessed. In the clinical study, animals'weight was considered; in the biomechanical study, compressive assays were applied and, in the histomorphometric analysis, the bone trabecular area was determined. RESULTS: O groups showed a significantly greater weight gain than P groups (p=0.005). Groups OZA and PZA showed an insignificant weight gain when compared to ODW (p=0.47) and PDW (p=0.68). The groups receiving zoledronic acid and distilled water were able to bear maximum load, similar (p=0.2), at the moment of fracture. In the groups receiving zoledronic acid, an insignificant increase of the bone trabecular area was found when compared to the groups receiving distilled water (p=0.21). There was a positive correlation between trabecular area and maximum load (p=0.04; r=0.95). CONCLUSION: Zoledronic acid did not significantly influence animals' weight. The results showed an insignificant increase both of the tibial shaft bone resistance and the bone trabecular area.

Descrição

Palavras-chave

Osteoporose, Biomecânica, Tíbia, Epidemiologia experimental, Ratos Wistar, Estudos prospectivos, Osteoporosis, Biomechanics, Tibia, Experimental epidemiology, Wistar rats, Prospective studies

Como citar

Revista Brasileira de Ortopedia. Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia, v. 44, n. 1, p. 61-68, 2009.