Níveis de proteína bruta e de aminoácidos sulfurados totais sobre o desempenho, a qualidade dos ovos e a excreção de nitrogênio de poedeiras de ovos marrons

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2005-04-01

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Sociedade Brasileira de Zootecnia

Resumo

O experimento foi conduzido com o objetivo de maximizar a produção e a qualidade dos ovos e minimizar a excreção de nitrogênio nas excretas de poedeiras no final do primeiro ciclo de produção, por meio do fornecimento de aporte adequado de proteína bruta (PB) e aminoácidos sulfurados totais (AAST) na dieta. Foram utilizadas 432 poedeiras Isa Brown, com 52 semanas de idade, distribuídas em delineamento inteiramente casualizado, em esquema fatorial 3 x 3 (PB e AAST) e nove tratamentos (14 e 0,57; 14 e 0,64; 14 e 0,71; 15,5 e 0,57; 15,5 e 0,64; 15,5 e 0,71; 17 e 0,57; 17 e 0,64; 17 e 0,71 % de PB e AAST, respectivamente), com seis repetições de oito aves cada. A duração do experimento foi de 140 dias. Foram avaliadas as características de desempenho, qualidade dos ovos e excreção de nitrogênio nas excretas. A única característica de desempenho influenciada pelos tratamentos foi o peso dos ovos, que apresentou os maiores valores para as combinações de 15,5 e 0,71; 17 e 0,71; 15,5 e 0,64; 14 e 0,71 e 17 e 0,64% de PB e AAST, respectivamente. Não foram observadas diferenças significativas para consumo de ração, porcentagem de postura e de ovos quebrados, massa de ovos, conversão alimentar por dúzia e por massa de ovos e mortalidade. Para os parâmetros de qualidade dos ovos, foram observadas diferenças significativas apenas para as porcentagens de gema e de albúmem. A excreção de nitrogênio foi maior nas aves alimentadas com as rações contendo 17% de PB. Pode-se sugerir que a ração contendo 14% de PB e 0,57% de AAST pode ser utilizada, sem prejuízos no desempenho e na qualidade dos ovos, e ainda contribui para a redução da excreção de nitrogênio no ambiente e do custo da ração.
The aim of the study was to maximize the egg production and quality and minimize nitrogen excretion of laying hens in the end of the first production cycle through the supply of adequate levels of crude protein (CP) and total sulfur amino acids (TSAA) in the diet. Four hundred and thirty two Isa Brown hens 52-w old were assigned to a completely randomized experiment design in a 3 x 3 factorial arrangement (CP and TSAA), with nine treatments (14 and 0.57; 14 and 0.64; 14 and 0.71; 15.5 and 0.57; 15.5 and 0.64; 15.5 and 0.71; 17 and 0.57; 17 and 0.64; 17 and 0.71% of CP and TSAA, respectively) and six replicates of eight birds each. The experiment lasted 140 days. Characteristics of performance, egg quality and nitrogen excretion in excreta was evaluated. There was significant difference just for egg weight with the combinations of 15.5 and 0.71; 17 and 0.71; 15.5 and 0.64; 14 and 0.71 e 17 and 0.64% of CP and TSAA, respectively, showing the highest values. There was no differences for feed consumption, percentage of egg production, percentage of broken eggs, egg mass, feed efficiency per mass and dozen of eggs and mortality. Concerning egg quality, significant differences were observed just for the percentages of yolk and albumen. Nitrogen excretion was higher for the layers fed with a 17% CP diet. The results obtained in this work suggest that the diet containing 14% of CP and 0.57% of TSAA can be used without causing a decrease on performance and egg quality, besides contributing to the reduction of nitrogen excretion on the environment and reducing the costs with the diet.

Descrição

Palavras-chave

aminoácidos sulfurados, desempenho, poedeiras, proteína, qualidade dos ovos, egg quality, laying hens, performance, protein, sulfur amino acids

Como citar

Revista Brasileira de Zootecnia. Sociedade Brasileira de Zootecnia, v. 34, n. 2, p. 568-574, 2005.